fbpx

“Purakê” traz Gaby Amarantos em uma versão ainda mais surpreendente; ouça

“Purakê” chega hoje (02) com diversos conteúdos audiovisuais e participações deliciosas

Após quase 10 anos do álbum “Treme” de 2012, Gaby Amarantos lança o segundo trabalho em estúdio intitulado Purakê, uma alusão ao peixe elétrico pré-histórico da Amazônia, cuja voltagem chega a 860 volts, enfatizando a eletricidade natural que a cantora considera uma característica de toda sua força e representatividade como mulher e cantora brasileira.

O single “Amor Pra Recordar“, um feat com Liniker, faz parte deste novo disco e foi lançado recentemente com um clipe cinematográfico, recheado de emoção e fazendo uma homenagem para as mulheres ribeirinhas do Norte do Brasil, um uníssono que faz a alma marejar.

Outras duas faixas do álbum também já foram apresentadas anteriormente como “Vênus Em Escorpião“, um brega punk lançado em novembro de 2020, com participação de Ney Matogrosso e Urias, e “Tchau“, nas plataformas de streaming desde fevereiro, e que contou com Jaloo, que assina a produção musical de “Purakê”.

Com um total de 13 músicas, o público pode apreciar um trabalho ímpar, totalmente visual -visualizers produzidos por profissionais como o paraense Lucas Gouvêa e Luan Zumbi (que assina a direçã de arte do projeto) – com mais feats surpreendentes e uma sonoridade na melhor versão de Gaby Amarantos.

“Teremos logo na faixa de abertura, uma canção chamada ‘Última Lágrima’ com parceria de Elza Soares, Dona Onete e Alcione. Já dá até para imaginar a grandiosidade dessa união de vozes.” Esse feat foi pilotado pelo produtor mineiro independente Baka, junto com Rafael Ramos e Jaloo. Gaby complementa: “O álbum tem desde músicas que são mais românticas e lentas para você se deitar, refletir e ouvir, até aquelas que são extremamente dançantes. Vai ser uma mistura de sonoridades de uma Amazônia do futuro, tenho certeza de que o público irá amar”.

Ainda sobre “Última Lágrima”, a cantora destaca que a faixa é a benção abre do trabalho que faz referência ao poder da decisão de se derramar a última lágrima.

Sobre a produção e o processo criativo de “Purakê” que ainda conta com diversos artistas incríveis como Elza Soares, Alcione, Dona Onete, Jaloo, Urias, Potyguara, Leona Vingativa, Ney Matogrosso, Liniker, Luedji Luna e Viviane Batidão, Gaby Amarantos ressalta sua vontade de trazer mensagens que pudessem mostrar as características de um país mais profundo e todas as suas facetas.

“Em muitas partes do Brasil, ainda vemos pessoas com pouca infraestrutura e passando por muitas dificuldades, seres humanos quase invisíveis, mas que possuem muita história de garra e determinação. Trago neste trabalho muito do olhar aos ribeirinhos e minha essência e vivência tanto no âmbito pessoal quanto espiritual. Jaloo me ajudou a casar toda essa criatividade em uma sonoridade que conversa com a natureza e traz uma eletricidade natural em cada faixa”, conclui.

“Purakê” é um lançamento da Amarantos Eleva com distribuição da gravadora Deck. Fato curioso é que todo o processo de composição e produção musical aconteceu a bordo de um barco no Rio Tapajós, na Amazônia.

Total
2
Share