fbpx

Review: “Celestial” EP – Julia Melo

Com “Celestial”, Julia buscou abordar a odisseia da transição entre a adolescência e a fase adulta da sua vida. As músicas do EP tratam de assuntos muito particulares que a cantora passou, desde depressão, sexualidade, liberdade de expressão e as agressões físicas e psicológicas que sofreu devido ao comportamento conservador vindo da Igreja contra o meio LGBT no qual faz parte. Veja a análise de cada umas 5 faixas do EP “Celestial”:

1. Luv

A primeira faixa do EP, “Luv”  fala sobre o momento em que Julia assumiu-se lésbica, e sobre o pânico constante de se sentir perseguida numa sociedade em que pessoas são julgadas e até mesmo mortas apenas por amar. É uma música intensa mas Julia acredita que às vezes a dor precisa ser exposta para evitar que esse tipo de situação se repita com outras pessoas. A cantora afirma: “acredito que nos primeiros 10 segundos que alguém escutar a faixa, com todo aquele beat pesado, ela sinta pelo menos 1% do que senti, e entenda que por maior que seja a dor que essa pessoa sinta, algum dia, isso irá passar.”

2. Touch

Em “Touch” Julia fala sobre o sexo, não só como algo físico, mas sim como algo espiritual, uma conexão entre almas. A faixa puxando muito para um lado mais R&B e com um pouco de synth pop. É a música ideal para você fechar os olhos e sentir completamente o momento.

3. Heaven

A faixa “Heaven” é uma crítica social contra a perseguição da igreja ao grupo LGBT, que trata esse grupo como profano e não natural. Julia questiona como algo que prega sobre o amor pode ao mesmo tempo condenar o amor alheio. Em uma parte da letra a cantora comenta que, mesmo que eles não acreditem que iremos para o paraíso deles, podemos construir o nosso próprio, porque nunca será um pecado amar alguém e se amar do jeito que é.

4. Dreamers

“Dreamers” é uma das músicas mais antigas do álbum, ela foi escrita quando a cantora tinha apenas 18 anos (hoje tem 22 anos). É um grito pela juventude, pela vontade de ser infinito e ao mesmo tempo se sentir preso dentro de uma caixa. A faixa possui um beat mais calmo que as outras músicas, mas com um synth que traz um misto de esperança com pedido de ajuda.

5. Moonlight

“Moonlight” é a faixa mais íntima do EP. Ela fala sobre a depressão logo após um acidente que a cantora sofreu. Trata também sobre a chegada da vida adulta, quando você se encontra completamente sozinho tendo que lutar com seus próprios demônios. A questão principal da música é que, mesmo isso sendo um assunto tão delicado, no qual muitas pessoas passam, no final sempre tem uma esperança, nem que sua esperança seja poder ver a luz da lua mais uma noite. Julia complementa: “eu amo muito essa música, tanto pela melodia, beats e synths quanto pela sensação que a letra te proporciona, que é algo extremamente pessoal que eu sentia que precisava por para fora, como uma catarse, transformando a dor em arte.”

Nota do autor:
72/100

Ouça “Celestial” da Julia Melo:
→ Spotify
→ Deezer

Total
0
Share