fbpx

13 – O Musical | Espetáculo digno de “gente grande”

Em cartaz desde o dia 2 de abril, a versão brasileira do musical que consagrou Ariana Grande chegou em São Paulo.

Em cartaz desde o dia 2 de abril, a versão brasileira do musical que consagrou Ariana Grande chegou em São Paulo, em curtíssima temporada, no Teatro Liberdade e conta com direção geral de Fernanda Chamma, direção musical de Ronnie Kneblewski, coreografias de Mariana Barros e versões de Caio Bichaff e Luiza Francabandiera, no texto e Silvano Vieira e Sofia Bragança, nas músicas.

“13 – O Musical” vai encantar facilmente os amantes de filmes no estilo High School. Nele, acompanhamos a história de Evan Goldman, jovem que após se mudar de Nova York para uma pequena cidade em Indiana, precisa aprender a lidar com diversos problemas comuns na adolescência, incluindo o divórcio dos pais, a chegada do seu Bar Mitzvá e o fato de ter que se adaptar a nova cidade e escola, sentindo a necessidade de se enturmar com os populares.

Essa sinopse poderia ser usada para descrever mais um musical teen, e se você gosta de High School Musical, Lemonade Mouth, Camp Rock ou qualquer um desse gênero, vai gostar desse musical, mas não somente por isso.

Mesmo numa fase complicada de mudança vocal, devido a idade dos atores, o resultado visto durante o espetáculo é surpreendente. O elenco é cheio de vitalidade, energia e garra. Com isso, o resultado apresentado não poderia ser diferente. Eles entregam um show de canto, dança e atuação digno de gente grande. Gabriela Ayumi, Juliana Akemi e Gabriela Sêga surpreendem com vocais impressionantes.

Igor Jansen e Roberto Justino formam uma dupla muito cativante, fazendo a história funcionar de uma maneira muito leve e contagiante. A troca e o timing para a comédia dos dois conquistam o público já no primeiro ato.

Toda a produção do musical deixou tudo mais imersivo. A iluminação funciona muito bem e ajuda a contar a história trazendo drama, destaque e grandiosidade, quando necessário. Um dos detalhes que mais surpreende é a pouca idade de alguns membros da banda. Henry Gaspar e Gaby Novaes, no teclado, e Vittorio Taguti, na bateria, mostram talento de sobra, trazendo uma pegada mais rock’n roll teen, o que completa muito bem a atmosfera da história.

Os ingressos, que custam à partir de R$ 50 e podem ser adquiridos no site da Sympla ou na bilheteria oficial no Teatro Liberdade, “13 – O Musical” fica em cartaz até o dia 29 de maio. 

Total
0
Share