18 filmes sobre Bruxas pra assistir no Halloween

Happy Halloween witches!

Primeiramente as bruxas surgiram na história da humanidade lá na Idade Média, quando assim descoberta por religiosos católicos, passaram a ser perseguidas e assassinadas. Como sempre a minoria e o medo do diferente juntos desde muitos tempos, sendo uma grande ameaça para aqueles mais conservadores. Além disso, o cinema já contou histórias de bruxas nas diversas formas e estilo, desde histórias mais leve, até as mais pesadas. Enfim, pra esse Halloween pensei em selecionar 18 filmes de bruxaria sinistro, com uma atmosfera obscura e outras bizarrices, tudo para vermos na calada da noite, com apenas a iluminação da TV clareando a sala, então vamos lá.

Haxan – A Feitiçaria Através dos Tempos (1922)

Abrindo a nossa lista de Halloween nesse 31 das Bruxas. Häxan documenta as perseguições movidas contra as feiticeiras numa Europa atravessada pela intolerância religiosa. O filme é narrado em primeira pessoa, como se o diretor desejasse demonstrar uma tese, assim enunciada: “A crença nos maus espíritos, feitiçaria e bruxaria é o resultado de ingênuas noções sobre o mistério do universo”. Torturas, possessões e rituais de Sabá são aqui dramatizados numa narrativa de docudrama, ilustrando uma série de analogias entre o mundo moderno e o período da Inquisição. Obra-prima do cinema fantástico, realizado numa época em que não havia censura. São visíveis as influências pictóricas de Hieronymus Bosch e Bruegel. O virtuosismo de Häxan acabou influenciando Carl Dreyer em “A Paixão de Joana D’Arc”.

A Máscara de Satã (1960)

Na Idade Média, a princesa Ada (Steele), acusada de bruxaria e práticas de vampirismo, é condenada a uma morte terrível: inquisidores cruéis cravam em sua face uma máscara amaldiçoada repleta de lâminas pontiagudas (a máscara do demônio, naturalmente). Mas antes que eles o façam, a bruxa ameaça a todos e promete voltar para se vingar e dar continuidade a seu legado de sangue e horror… E ela voltará…

A Filha de Satã (1962)

Um cético professor universitário é contrariado pela crença de sua esposa na feitiçaria, prática que conheceu em uma viagem à Jamaica. Ele tenta convencê-la a abrir mão disto, mas a mulher está cada vez mais obcecada em arrodeá-lo de amuletos e outros aparatos de magia para que tenha sucesso profissional.

O Bebê de Rosemary (1968)

Filmão clássico que marcou uma época, digirido por Roman Polanski, segue Rosemary e seu marido, que se mudam para um novo apartamento em Nova Iorque, onde passam a conhecer um casal de idosos que mora logo ao lado. Esse casal possui modos estranhos de agir; eles logo invadem a privacidade de Rosemary, de forma que começa a incomodá-la. Há algo por trás disso tudo e Rosemary, grávida, começa a desconfiar das pessoas, querendo proteger seu futuro filho.

 

Os Demônios (1971)

Filme polêmico e pesado, já foi proibído em alguns países inclusive. Ele se passa na França de 1631, durante o violento regime católico em luta contra os protestantes, uma madre-superiora começa a atribuir suas fantasias sexuais com o mais proeminente padre do vilarejo a possessão demoníaca. Adversários políticos do sacerdote, Grandier, decidem aproveitar a oportunidade para tirá-lo do poder para sempre. É quando entram em cena os horrores da Santa Inquisição.

Suspiria (1977)

Um clássico das bruxarias, dirigido pelo grande Dario Argento. A trama segue Susan (Jessica Harper), uma jovem americana que viaja para a Europa para estudar numa prestigiada escola de Balé. Desde o primeiro dia, porém, ela começa a se assustar com estranhas situações que ocorrem no local que a fazem desconfiar do corpo docente da instituição.

Inquisição (1977)

No tempo da Inquisição, um general caçador de bruxas se apaixona pela mais bela de um vilarejo, não sabendo ele que ela tem um pacto com o demônio para seduzir e condenar o homem que está matando os servos de Satanás.

A Iniciação de Sarah (1978)

Temos aqui uma jovem com poderes telepáticos que é rejeitada por todas de uma irmandade, com isso ela junta-se a uma professora que mexe com bruxaria para se vingar da humilhação pela qual passou.

The Juniper Tree (1990)

O filme traz a cantora Björk no elenco. O longa retrata a história de duas irmãs, Margit (Björk Guðmundsdóttir) e sua irmã mais velha Katla (Bryndis Petra Bragadóttir), que escapam de sua casa depois que sua mãe (Gudrun S. Gísladóttir) foi apedrejado e queimado por usar bruxaria . Elas vão onde ninguém as conhece, e encontrar Johann (Valdimar Örn Flygenring), um viúvo jovem que tem um filho chamado Jonas (Geirlaug Sunna Þormar). Katla usa poderes mágicos para seduzir Johann e eles começam a viver juntos. No entanto, Jonas não aceita Katla como sua madrasta e tenta convencer o pai a deixá-la.

Jovens Bruxas (1996)

Clássico do cinema. Uma jovem (Robin Tunney) se muda de São Francisco para Los Angeles para começar uma nova vida. Lá conhece três alunas do colégio onde estuda que se dedicam ao ocultismo e à magia (tanto que têm a fama de bruxas entre seus colegas). Quando as quatro fazem amizade e começam a praticar magia juntas, desencadeiam um poder que foge do controle, gerando trágicas conseqüências.

As Bruxas de Salém (1996)

Outro clássico. Em Salem, Massachusetts, 1692, algumas jovens fazem “feitiços”. Uma delas, Abigail Williams (Winona Ryder), tinha se envolvido com seu patrão John Proctor (Daniel Day-Lewis), mas após o fim do caso foi despedida. Assim, desejava a morte de Elizabeth Proctor (Joan Allen), a esposa deste. Elas são descobertas no seu “ritual” e, acusadas de bruxaria, provocam uma histeria coletiva que atinge várias pessoas, sendo que Abby, a jovem desprezada por John, faz várias acusações até ver Elizabeth ser atingida.

Floresta Negra (1997)

Na época das Cruzadas, um nobre e sua esposa grávida sofrem um acidente, mas ele consegue salvar a criança. Algum tempo depois, ele decide se casar novamente, sem imaginar que sua nova esposa praticava bruxarias e que com o tempo perseguiria a enteada.

A Bruxa de Blair (1999)

Filme clássico que já causou muito medo no público, ainda mais naquela época que estava se popularizando o found footage, um estilo que impressionou muita gente e fez acreditar que tudo o que estava vendo ali, era real. Na história, três estudantes de cinema embrenham-se nas matas do estado de Maryland para fazer um documentário sobre a lenda da bruxa de Blair e desaparecem misteriosamente. Um ano depois, uma sacola cheia de rolos de filmes e fitas de vídeo é encontrada na mata. As imagens registradas pelo trio dão algumas pistas sobre seu macabro destino.

 

Os Irmãos Grimm (2005)

Wilhelm (Matt Damon) e Jacob (Heath Ledger) são dois irmãos famosos pelos seus contos de fada, recheados de personagens mágicos. Eles percorrem a Europa comandada por Napoleão Bonaparte enfrentando monstros e demônios falsos em troca de dinheiro rápido. Porém, quando as autoridades francesas descobrem o plano deles, os coloca para enfrentar uma maldição real em uma floresta encantada, na qual jovens donzelas desaparecem misteriosamente.

Arraste-me para o Inferno (2009)

Um dos maiores filmes de Sam Raimi. Christine Brown (Alison Lohman) é uma jovem e ambiciosa corretora de empréstimos em Los Angeles. Na companhia do namorado, o charmoso professor Clay Dalton (Justin Long), Christine parece levar uma vida tranquila. Isso até o dia em que ela recebe a visita da misteriosa senhora Ganush (Lorna Raver), que chega ao banco onde Christine trabalha para pedir um acréscimo no empréstimo e poder pagar sua casa. Ao negar o pedido, que tinha como objetivo apenas impressionar o chefe, o senhor Jacks (David Paymer), Christine acaba desgraçando a vida da senhora Ganush. A idosa é desapropriada, mas a partir disso irá colocar a vida da jovem Christine diante de uma maldição sobrenatural e desesperadora.

A Bruxa (2015)

O mais recente filme de bruxaria que dividiu opiniões, mas vale colocar na lista. Nova Inglaterra, ano de 1630. William e Katherine levam uma vida cristã com suas cinco crianças, morando á beira de um deserto intransitável. Quando o filho recém nascido deles desaparece e a colheita falha, a família se transforma em outra. Por trás de seus piores medos, um mal sobrenatural se esconde no bosque ao lado.

https://www.youtube.com/watch?v=iJuc-ucpWag

 

A Autópsia (2016)

Um dos melhores lançado nessa década, é o corpo de Jane Doe, ou melhor: The Autopsy of Jane Doe, conhecido por aqui como “A Autópsia” lançado em 2016 e dirigido por André Øvredal. A trama segue Tommy Tilden (Brian Cox) e Austin Tilden (Emile Hirsch), seu filho, são os reponsáveis por comandar o necrotério de uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos. Os trabalhos que recebem costumam ser muito tranquilos por causa da natureza pacata da cidade, mas certo dia, o xerife local (Michael McElhatton) traz um caso complicado: uma mulher desconhecida foi encontrada morta nos arredores da cidade – “Jane Doe”, no jargão americano. Conforme pai e filho tentam descobrir a identidade da mulher morta, coisas estranhas e perigosas começam a ocorrer, colocando a vida dos dois em perigo.

Suspíria – A Dança do Medo (2018)

E para encerrar a lista temos o remake de Suspiria do querido Dario Argento. Nessa releitura, o filme ficou tão incrível quanto o original, dando um novo ar a sua atmosfera sombria, dirigido por Luca Guadagnino. As trevas tomam conta de uma renomada companhia de dança, envolvendo a diretora artística do grupo (Tilda Swinton), uma ambiciosa jovem dançarina (Dakota Johnson) e um psicoterapeuta de luto (Lutz Ebersdorf). Alguns irão sucumbir ao pesadelo. Outros irão finalmente despertar.

E aí curtiu? Quer alguma outra lista? Comenta aí.

Por Gregolly Hans

Apaixonado por cinema e séries, amo terror e filmes complexos, além de uma boa música pop. Me sigam no twitter, lá sempre tem listas de filmes imperdíveis. @Greggui_


Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14