fbpx

Antínoo reúne L_cio e Mário Cravo Neto no remix de “Veredas”

O single anuncia o EP O Sol Nasceu Pra Todos_Ravezitado que vai trazer cinco novas versões de faixas do álbum de estreia do artista goiano

Antínoo, artista goiano baseado na capital paulista, começa o ano lançando o single do EP O Sol Nasceu Pra Todos_Ravezitado. A faixa Veredas – L_cio Remix foi a escolhida para dar o pontapé inicial no disco que traz cinco remixes de faixas do primeiro álbum, O Sol Nasceu Pra Todos (2020) e será lançado dia 08 de Abril. A música se encontra disponível em todas as plataformas de streaming, acompanhado de um videoclipe com imagens cedidas pelo Instituto Mario Cravo Neto.

Ouça na sua plataforma favorita

Me inspirei em um romance de Guimarães Rosa, mesclado com as lembranças da minha iniciação sexual e surgimento do meu desejo erótico como homem gay”, revela Antínoo sobre a versão original da música, composta por arranjos de piano que manifestam o universo íntimo do artista.

Para a releitura da canção, o compositor procurou por uma estética original brasileira, regada de elementos tropicalistas, que o levou a convidar o DJ e produtor musical, L_cio, para a produção da faixa.

“Foi um desafio de desconstrução e criação de uma nova e poderosa versão caracterizada pelos vocais em reverse e a presença marcante de synths e percussão forte, acentuada”, pontua L_cio sobre a criação do remix.

Ao visitar a exposição Espíritos Sem Nome, do fotógrafo baiano Mario Cravo Neto,  Antínoo sentiu uma conexão direta entre sua música e um curta exibido em uma das salas: Fiquei fascinado com um vídeo feito por Mario de um bailarino dançando em cima de uma pedra, em frente ao mar. Aquilo me emocionou muito e achei que conversava com a proposta musical do remix de L_cio”,  ressalta o artista.

As imagens registradas na década de 70 foram cedidas pelo Instituto Mário Cravo Neto, e tomaram forma de videoclipe ao serem editadas por Tomás Rotter.

Acompanhando o tom moderno já presente em sua identidade visual, o artista continuou se inspirando em capas de álbuns clássicos como os da Warp Records, e com posters da casa noturna inglesa Twisted Wheel, berço da cultura clubber no mundo. 

“Seguimos a mesma identidade visual e estilo do álbum antecessor. Contudo, por conta da característica mais soturna dos remixes, alteramos algumas cores e usamos fotos que apresentam um lado mais clubber de Antínoo”, revela Katy Kakubo, artista visual responsável pelo desenvolvimento das capas deste disco.

Total
0
Share