fbpx
Trilhas sonoras

As séries com trilhas sonoras mais memoráveis da televisão

Dramas pitorescos, narrativas de ficção científica, tramas adolescentes. Toda história precisa de uma boa trilha sonora.

Dramas pitorescos, narrativas de ficção científica, tramas adolescentes. Toda história precisa de uma boa trilha sonora.

 

The Killers se apresentou em uma boate de The O.C. O compositor da trilha de Westworld fez uma turnê pelo mundo. Grey’s Anatomy ajudou com o sucesso de The Fray e Snow Patrol. Nem toda série utiliza o elemento de trilha sonora apenas para compor um beijo entre protagonistas ou então para intercalar o corte de cenas.

Alguns seriados levam esse recurso muito a sério, ressignificando o que conhecemos por trilha sonora em séries. Conheça agora alguns dos programas televisivos que ganham destaque por terem uma trilha sonora memorável e marcante.

 

This Is Us

Vamos começar com uma das melhores e mais influentes séries dramáticas da atualidade: This Is Us. Com apenas três temporadas até agora, a série já fez o público rir, chorar, e se apaixonar pelos personagens marcantes e muito bem construídos que o criador do seriado, Dan Fogelman traz. E um dos artifícios usados pela série para nos fazer cair em lágrimas durante os episódios é a incrível e emocionante trilha sonora.

Além de ter uma trilha instrumental e original para a série, criada por Siddhartha Khosla, This Is Us conta com uma longa lista de músicas escolhidas a dedo para dar maior dramaticidade aos episódios. Bon Iver, Damien Rice, Goldspot, Stevie Wonder, Sufjan Stevens e Ringo Starr são apenas algumas das vozes.

E como se não bastasse, duas das atrizes principais, Mandy Moore e Chrissy Metz constantemente cantam na série – as personagens que elas interpretam têm uma grande afinidade com a música. Então covers como “Landslide”, de The Fletwood Mac e “Moonshadow”, de Cat Stevens podem acontecer de vez em quando.

Mas não são apenas os grandes nomes da música que fazem a trilha sonora de This Is Us ser tão marcante. Os produtores escolheram algumas canções para servirem como “temas” da série, que aparecem de vez em quando em determinadas situações e com personagens específicos.

É algo meio novelesco, porém que funciona dentro do contexto da série. É aquele tipo de situação em que é só você ouvir as primeiras notas da música que já sabe que vem emoção em seguida. Um exemplo dessas “músicas-temas” é a canção “Death With Dignity”, do Sufjan Stevens, que já aparece no trailer da primeira temporada. Se apaixone clicando no player do vídeo:

 

The O.C.

California, here we come! A série The O.C. deixou vários legados para a cultura norte-americana, e com certeza a trilha sonora foi uma delas. Não somente a popularização das músicas em si, mas também a maneira em que elas eram abordadas na trama.

O criador da série, Josh Schwartz, queria que a trilha tivesse o poder de ser como uma personagem no seriado, interagindo com as cenas marcantes e dando maior emoção aos episódios. A abertura de The O.C. tinha como fundo a música “California”, do Phantom Planet, que grudava na cabeça de qualquer fã e que dava personalidade à série.

Muitas das músicas que embalavam a trama eram do gênero indie rock, estilo que ganhou grande notoriedade na época com a ascensão de bandas como The Killers, The Subways, Death Cab For Cutie, Modest Mouse… e que realmente estiveram no seriado.

Pois é, essas bandas se apresentaram no Bait Shop, o bar fictício de The O.C. que apareceu a partir da segunda temporada. A trilha sonora teve tanta influência sobre a série que ganhou 6 (sim, seis!) álbuns durante o período que ficou ao ar (entre os anos de 2003 a 2007). Você pode ouvir todos os álbuns no player abaixo:

 

One Tree Hill

One Tree Hill também tinha uma boate destinada às apresentações musicais ao longo de suas 9 temporadas, a Tric. E assim como em The O.C., bandas alternativas passaram pela série, como o Fall Out Boy. Alguns atores do seriado também seguiam a carreira musical, como Bethany Joy Lenz e Tyler Hilton, o que inspirava os produtores e aumentava o número de performances ao longo do seriado.

Mas a questão é que One Tree Hill tratava a música muito mais do que uma performance. Era algo substancial à série, essencial e presente ao fundo das cenas dramáticas e adolescentes da trama.

Outro ponto que se assemelha a The O.C. é a abertura icônica: One Tree Hill tinha como tema “I Don’t Wanna Be”, de Gavin Degraw, que aparecia em todo início de episódio e que ganhou diversos covers apresentados na série. Na última temporada, Gavin cantou a música ao vivo na Tric.

Para você sentir um gostinho do que estamos falando, assista essa cena do segundo episódio da terceira temporada, e deixe que “Move Along”, do The All-American Rejects traga o sentimento de nostalgia da adolescência dos anos 2000.

 

Westworld

Ramin Djawadi é o responsável por trás do sucesso da trilha sonora de Westworld. Ele foi o compositor de Game of Thrones, Iron Man e Batman Begins – um ótimo portfólio para fazê-lo sair em turnê com suas composições de filmes e séries. Mas estamos aqui para focar restritamente em Westworld.

Djawadi reinterpretou músicas clássicas do rock e as transformou em misteriosas e lindas melodias em pianola, que figuram Westworld e contribuem para dar um ar sombrio e futurístico à série, mas sem perder a essência do tradicional faroeste. “Back To Black”, de Amy Winehouse; “Paint it Black”, dos Rolling Stones; e “Heart-Shaped Box”, do Nirvana são algumas das canções que aparecem nos episódios. Você pode ouvir a lista completa das composições na conta oficial de Djawadi:

https://open.spotify.com/album/43pttVYo7IjBvive3uebVF?si=jtpEKz1GQ5eH_EUX6bHlIw

 

Grey’s Anatomy

Se tem uma coisa que o fã de Grey’s Anatomy sabe decor (além de todas as vezes em que chorou com as mortes dos personagens) são as frases “Nobody knows where they might end up”, abertura dos primeiríssimos episódios da série; e “If I lay here, If I just lay here…” da icônica Chasing Cars, música que emblemava diversas das cenas tristes e dramáticas do seriado.

Quando Shonda Rhimes criou a série, queria que a trilha sonora tivesse grande peso e visibilidade em Grey’s Anatomy. Não é à toa que os títulos dos episódios fazem referências a músicas. Além disso, o seriado também ajudou a popularizar bandas como The Fray e Snow Patrol (a gente pode contar com a discografia quase completa deles na série).

Além disso, Grey’s Anatomy também teve um episódio musical, onde todos os personagens cantavam enquanto faziam cirurgias. Mas isso a gente finge que não aconteceu. Confira uma das melhores cenas de Grey’s Anatomy com a música “Off I Go”, de Greg Laswell (o vídeo contém spoilers da season finale da quinta temporada).

 

Big Little Lies

É muito provável que você já tenha relacionado a praia nublada de Monterey ao som de “Cold Little Heart”, de Michael Kiwanuka, ao ouvir falar de Big Little Lies. A abertura icônica é um dos vários pontos impressionantes da série, e recentemente ganhou uma nova versão com o lançamento da segunda temporada. Em BLL, a trilha sonora vai aparecendo de forma tímida ao longo dos episódios. Em algumas vezes, ela se mistura com a trama: ouvimos a música de fundo na cena e logo descobrimos que o personagem também está ouvindo-a.

Mas Big Little Lies utiliza esse recurso para dar complemento ao significado das cenas. Se você prestar atenção, em alguns momentos a letra da música sugere interpretações para cenas não tão explicativas, digamos. É o caso da season finale da segunda temporada, por exemplo, onde temos nossas amáveis protagonistas em uma noite de chuva ao som de “Have you ever seen the rain”. Não vamos te dar nenhum spoiler, só que a questão fica ainda mais profunda. Assista a cena final novamente e leia a letra da música. Mas se você não conhece essa obra-prima ainda, tá aí a digníssima abertura:

 

Essas foram apenas algumas das inúmeras séries que ganham destaque por terem uma trilha sonora marcante e memorável. Que títulos deveríamos incluir nessa lista? Conta pra gente e não deixe de escutar as trilhas dessas séries!

Total
2
Share