fbpx

As Visões da Raven e o legado da série que mudou o Disney Channel para sempre

As 4 temporadas já estão disponíveis no Disney+

 

Algumas produções de Hollywood voltadas ao público infanto-juvenil podem ter passado batido aos olhos de quem acompanhava a TV fechada nos anos 2000. Entretanto, este não foi o caso de As Visões da Raven (2003-2007) exibido originalmente pelo Disney Channel, e mais tarde reprisado pelo SBT.

Disponível no catálogo do Disney + a partir de hoje (09), a comédia protagonizada por Raven-Symoné foi um divisor de águas tanto na carreira da atriz e cantora que deu vida a personagem-título da série, quanto na história do próprio canal da Disney, que passou a enxergar sitcoms multicâmera gravadas em frente a uma plateia ao vivo um negócio rentável (vide Zack & Cody: Gêmeos Em Ação, Hannah Montana, Os Feiticeiros de Waverly Place e por aí vai).

Originalmente batizada de The Future Is On Me, a série que agora pode ser maratonada pelos brasileiros através do streaming oficial da Disney rendeu exatos 100 episódios – algo que até então nunca haveria de ser alcançado em uma produção do canal americano. A Visões da Raven deu tão certo que a emissora do Mickey Mouse resolveu investir em mais duas produções baseadas na comédia criada por Michael Poryes e Susan Sherman: Cory in the House (Cory na Casa Branca, 2007-2008) e a mais recente Raven’s Home (A Casa da Raven) que atualmente se encontra na quarta temporada.

Definir As Visões da Raven pode ser um pouco difícil, já que nada que muito similar que antecedeu a produção fez tanto sucesso quanto. Talvez Sabrina The Teenager Witch (Sabrina, A Aprendiz de Feiticeira) seja uma boa referência. Mas, vamos lá: a trama girava em torno de Raven Baxter, uma adolescente do ensino médio que recebia insights sobre o que (possivelmente) iria acontecer com ela ou seus amigos e familiares em um futuro próximo. Além de Raven, o elenco ainda contava com a amiga verborrágica e nada muito inteligente Chelsea Daniels (Anneliese van der Pol), o irmão menor Cory (Kyle Massey) e outros personagens carismáticos.

A fim de tentar evitar confusões, Raven tentava intervir e (quase) sempre acabava se dando mal por isso. Como se diz no Brasil, “o futuro a Deus pertence”, e o que deveria deixar a sua vida mais simples, acabava fazendo justamente o contrário. Raven se mete em enrascadas e confusões, causando várias situações cômicas ao longo das quatro temporadas da série. Não era raro ver a personagem usando fantasias, cantando, dançando, se sujando, caindo de lá para cá e principalmente, rindo da própria cara no final.

A versatilidade cômica da jovem Raven-Symoné fez de As Visões da Raven um sucesso único e difícil de ser replicado – ainda que a Disney tente muito até hoje. A comédia rendeu diversos produtos licenciados, trilhas sonoras, edições especiais em DVD, mas o maior legado da produção certamente foi ter colocado em Raven-Symoné aos holofotes, sendo a primeira protagonista negra de uma série original do Disney Channel.

As Visões da Raven também leva o mérito de ter sido indicada duas vezes ao Emmy Awards, além de ter abordado em uma emissora infanto-juvenil temas difíceis como tabagismo, padrões de beleza e racismo, tudo sem perder o humor e a leveza de uma série que pode ser assistida por toda a família.

Agora o seriado entra oficialmente para o serviço de streaming da Disney e será apresentada a uma nova geração de crianças e adolescentes que, quem sabe, possam estranhar os celulares antigos e as roupas que eram moda no início dos anos 2000, mas certamente irão se divertir do começo ao fim.

Assista As Visões da Raven no Disney+.

 

Total
0
Share