fbpx

ESC DSCVR | 5 artistas pra fazer parte da sua playlist

Quer aparecer por aqui ou em nossas playlists? Envie sua música pra gente no Groover e seja avaliado por nossa equipe.

 

Desde o início de 2020 o ESCUTAI faz parte do time de influenciadores na plataforma do Groover. Através de lá recebemos dezenas de tracks do mundo todo, onde podemos diariamente descobrir novos artistas e músicas enviadas pelos próprios. A quantidade de sons legais é tão grande que decidimos publicar mensalmente uma lista com os destaques que descobrimos por lá.

Após nossa curadoria decidimos que estes seriam nossos destaques de fevereiro do Groover, que também figuram nossa playlist ESC DSCVR, atualizada semanalmente, da qual essa coluna leva o nome.

Quer aparecer por aqui ou em nossas playlists? Envie sua música pra gente no Groover e seja avaliado por nossa equipe.

ESC DSCVR

Além de descobrir novos artistas aqui no ESC toda semana, você pode ouvir estes e muitos outros em nossa playlist atualizada semanalmente:

Spotify, Deezer, Youtube Music e Apple Music

Capa: LIAS

Juliah, “Sair Por Aí”

Juliah não deve nada a qualquer popstar em alta no momento. A cantora serve tudo, desde visuais hipnóticos até uma voz doce que sabe muito bem se transformar quando necessário. Ouvir ‘Sair Por Aí’ já é o bastante para perceber que estamos lidando com uma artista que sabe o que quer, mas assistir seu vídeo é se transportar para outros pensamentos e sentimentos que a música sozinha não podia fazer sem apelo visual. Tudo combina e parece saído de um sonho, o tom até que mágico das cores dos cenários e figurinos dá um toque doce a performance. O que falta aqui é as pessoas se atentarem que muitos artistas emergentes já estão vindo com nível altíssimo de qualidade e produção.

Encontre Juliah no Instagram

The Shuffles, “Up And Down Through The Hill”

Ouvir ‘Up and Down Through The Hill’ é se imaginar em décadas passadas. A sonoridade ‘vintage’ faz dois trabalhos perfeitamente: manter a canção limpa, mesmo com tantas nuances, instrumentos e vozes, e soar atual e antiga ao mesmo tempo. Seu instrumental é tão bem cuidado que consegue transportar o ouvinte para discos clássicos dos anos 60 e 70. A música soa como uma introdução de um grande filme, uma trilha sonora para que o ouvinte a encaixe onde bem entender. Em seu refrão temos o momento mais fortes, onde tudo que foi colocado se cruza de forma ímpar e dá todo o tom de um trabalho que vai de pontos leves a fortes em questão de segundos. The Shuffles faz tudo isso de forma singular e que raramente se é ouvido por aí.

Encontre The Shuffles no Facebook


LORENSA, “Strangers Instead”

O que LORENSA combina bem em seu vídeo para ‘Strangers Instead’ é sua performance dramático e de dança. A cantora sabe muito bem usar seu corpo para colocar visuais nas palavras que canta em uma canção de amor que não deu muito certo. Sua voz cai como uma luva na produção pesada de R&B, mas que deixa um pequeno espaço para uma sonoridade pop também. O vídeo é de uma qualidade tão alta que parece um curta, muito bem produzido e que sabe condizer com a mensagem da intepretação da música. Música perfeita para aquelas playlists de romance, mas que também servem pra sofrer um pouquinho.

Encontre LORENSA no Facebook

LIAS, “Lost”

A dramaticidade de LIAS em ‘Lost’ é a forma perfeita de dar vida a uma letra e melodia tão honestas em seu peso. Quando o cantor diz “How do I tell you what troubles my mind?” é o primeiro grande convite a tentar entender algo que o próprio cantor esta tentando desvendar em sua letra. Ao mesmo tempo, é nesta parte que seus vocais mostram que vão além de algo comum. Sua personalidade moldada por uma produção rica e densa dão o tom perfeito para uma música tão sincera. É pesado, mas é possível se pegar viciado em algo tão bem trabalhado e desenvolvido. Outra dica para os que gostaram, é conferir ‘Run Boy Run’.

Encontre LIAS no Instagram

Charles Like The Prince, “Cigarette”

Quando ouvimos ‘Cigarette’ pela primeira vez já havíamos pensado o quanto um vídeo musical deixaria a canção ainda mais viciante. Seu baixo e o vocal lento de Charles Like The Prince são como uma festa chique antiga que vemos em livros de época. A adição visual veio depois, mas realmente só serviu para confirmar a teoria de o quanto estamos ouvindo algo que pode ficar tão bom com uma história por trás. O cantor tem um estilo clássico, tem uma pegada pop mas ao mesmo tempo flerta um pouco com o soft rock… uma pedida perfeita para quem gosta de artistas que parecem domar qualquer gênero que se propõem a fazer.

Encontre Charles Like The Prince no Instagram

 

Total
13
Share