fbpx

Review: “FLOWERS for VASES / descansos” – Hayley Williams

Pouco menos de 1 ano do lançamento de seu debut solo, Hayley Williams está de volta com novo álbum, um projeto íntimo, delicado e maduro.

A cantora e compositora norte-americana Hayley Williams, lançou na madrugada desta sexta (05/02), seu 2º álbum autoral. Intitulado de FLOWERS for VASES/descansos, o projeto apresenta 14 faixas marcadas por um tom mais acústico, escritas e performadas integralmente por ela em sua casa, em Nashville.

Em FLOWERS for VASES/descansos, podemos enxergar ainda mais o que Williams almeja enquanto artista, além de conferir mais uma vez, a sua evolução e domínio sobre o que produz. Ela domina muito bem os elementos que usa em cada faixa, entrelaçando com delicadeza a própria voz aos acordes do violão e toque do piano.

Logo de cara somos apresentados à emocional ‘First Thing To Go’, música relativamente pequena de 2:59, que fala sobre a perda e o abandono. Uma canção delicada e agradável que se balança entre a tristeza e nostalgia. A segunda faixa, ‘My Limb’, já havia sido liberada pela própria Hayley que foi até a casa de uma fã e entregou para ela um disco com apenas esta faixa, para que “vazasse” a canção propositalmente (ela faz a estratégia de divulgação dela, não é mesmo?).

Hayley Williams/NME (2020)

Em ‘Asystole’ – que significa assistolia, uma condição que apresenta ausência ou baixíssima frequência cardíaca – a norte-americana canta sobre a dependência de um amor, alguém que ela não consegue viver sem. ‘Over Those Hills’ é um pouco mais animada e trás batidas levemente dançantes, enquanto ‘Good Grief’ tem um ar melódico que lembra muito algumas canções da banda Bon Iver.

De modo geral, o trabalho – que conta com a produção de Daniel James (que já trabalhou com nomes como Selena Gomez, Britney e Aly & AJ) e tem direção criativa e registro de capa de Lindsey Byrnes – é um hinário de emoções, recheado de sentimentalismo. Nele é possível não só ouvir, mas sentir o melhor da voz de Hayley Williams, além de se envolver com músicas extremamente delicadas e afetuosas.

Em FLOWER for VASES/descansos, Hayley deu vida e musicalidade ao que sentiu durante este período de quarentena e entregou um álbum extremamente intimista e bem estruturado.

Amadurecimento continuado na carreira e nos projetos

Hayley Williams dispensa apresentações, afinal o Paramore embalou a adolescência de muita gente e cativou fãs pelo mundo inteiro com uma vertente de rock dedicada a falar dos sentimentos. Em maio do ano passado, a cantora deu seu primeiro passo solo em um projeto paralelo chamado Petals for Armor.  

Embora traga em seu nome a questão das flores, o novo lançamento da compositora não é uma sequência de seu primeiro álbum solo, como ela mesmo deixou claro em nota recente:

“Esse disco não é necessariamente uma continuação do Petals For Armor. Na verdade, é um antecessor ou meio que algo entre as partes 1 e 2 do Petals. Seja o que for, ele tem dois nomes: ‘Flowers For Vases’ e ‘Descansos’.”

Hayley Williams

Neste novo trabalho, Williams ainda apresenta uma marca muito interessante de sua carreira: a evolução continuada de sua musicalidade e voz. Se com o Paramore a cantora trouxe à tona uma vibe que conversava bem com adolescentes de forma agressiva e imposta, em seus últimos trabalhos (tanto na banda quanto solo), ela demostra que amadureceu e essa maturidade é ferramenta para suas criações.

Em ‘Petals for Armor’ Hayley estava submissa a sentimentos intrínsecos e cantou sobre isso, demonstrando um aperto no coração de quem precisava expor ao mundo o que sentia. Já em ‘FLOWERS for VASES/descansos‘ Hayley desapega de tudo isso e mergulha em uma sensação de livre arbítrio, escolhendo por conta própria, se desvencilhar do que a fez sofrer, abrindo espaço para novos ideais e formas de sentimento.

Nota do autor: 90/100

Total
0
Share