Depois que você ouvir Bea Miller vai querer mais

Ganhando visibilidade no programa The X Factor, cantora de 20 anos demonstra um talento natural

Beatrice Annika Kipnis Miller, mais popularmente conhecida como Bea Miller, começou a ganhar destaque lá em 2012 na segunda temporada da versão americana do “The X Factor”, mesmo programa que revelou grandes nomes como One Direction, Leona Lewis e Fifth Harmony.

Por mais que na época Bea só tivesse 13 anos, foi de imediato a percepção do talento que ela tinha. Na competição, sobreviveu até a quarta semana dos shows ao vivo, mas o que veio pós-reality é o que realmente importa: um pop de qualidade e subestimado.

Pós “The X Factor”

Em 2014 começamos a conhecer mais quem seria a jovem cantora promissora revelada no programa de Simon Cowell. Mesmo que o seu debut EP Young Blood  tenha sido lançado com ótimas críticas especializadas e dos fãs, infelizmente ainda não tinha sido o necessário para um grande reconhecimento.

É provável que você não consiga ouvir o primeiro álbum de Bea Miller aqui no Brasil. Já que o Not An Apology foi laçado somente para o mercado canadense e americano, ele não fica disponível para ouvirmos no Spotify e Deezer, por exemplo. Mesmo que não tenha sido lançado internacionalmente, isso não impediu de Bea conseguir o seu primeiro TOP 10.

Contendo as faixas do EP Young Blood e mais seis inéditas, o álbum atingiu a posição #7 no Billboard 200, o que é um grande feito para alguém tão jovem e logo com o seu primeiro disco. Se você ficou curioso para ouvir o álbum, ele está inteirinho disponibilizado no canal oficial da cantora e vale demais o seu play!

Aurora e o presente

Imagem relacionada

Em fevereiro de 2017, Bea Miller anunciou mais um EP, dessa vez chamado de Chapter One: Blue que seria o primeiro de três EP. Tanto o Blue quanto os próximos  Chapter Two: Red e Chapter Three: Yellow possuíam 3 faixas cada e juntos faziam parte do seu segundo álbum de estúdio, o Aurora. Além das faixas que os EPs possuíam, o álbum ainda contou com mais cinco inéditas e pra ser bem sincero, são todas incríveis.

Por mais que Bea ainda tivesse 19 anos no lançamento do seu primeiro álbum internacional, vemos músicas muito mais maduras e com uma sonoridade um pouco distante do pop rock habitual que estávamos acostumados. Mas isso significa que ficou ruim? Absolutamente não! Os arranjos do álbum são incríveis e misturados com a rouquidão da voz de Bea se torna algo maravilhoso para os ouvidos.

Futuro e terceiro álbum

Bea Miller
(Divulgação)

Atualmente não sabemos quando será lançado o seu terceiro álbum e nem muita informação sobre ele, mas o que sabemos é que ele será sensacional. Em parceria com 6lack, a cantora lançou a faixa It’s Not You It’s Me que é um pop bem chiclete e ao mesmo tempo refrescante de se ouvir, além das faixas Feel Something, e Feels Like Home. A Billboard até fez com a Bea um “You Should Know“, que é um vídeo com artistas promissores para serem divulgados e reconhecidos. Só torcemos para que ela consiga sua carreira de sucesso porque de um fato sabemos: ela merece.

Por Iury Bissoli

Meu nome é Iury Bissoli mas pode me chamar de iuca se quiser. Twitteiro de plantão que ama dar pitaco em músicas, filmes, séries e cultura pop em geral.

1 comentário

Comentários estão encerrados.


Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14