fbpx

Rubel vai do folk brasileiro ao carisma das trilhas sonoras

Com músicas presentes em diversas trilhas sonoras de filmes e novelas, Rubel é um dos nomes brasileiros mais tocados hoje em dia, conquistando até a indicação ao Grammy Latino

Com certeza você já deve ter ouvido alguma musica dele. Seja tocando em alguma rádio ou em alguma novela por aí, seus sucessos estiveram presentes em grandes produções brasileiras como: ShippadosOnde Nascem os Fortes, Malhação, Éramos Seis e em muitas campanhas publicitarias.

Rubel Brisolla, ou só Rubel – seu nome artístico, é um cantor e compositor de repertório suave, que nasceu na cidade de Volta Redonda, RJ. Ao vivo e nos discos, ele defende um folk inspirado que, entre outras virtudes, costuma arrancar suspiros instantâneos com toda sua melodia e poesia. Além disso, seu prestígio e carisma dentro e fora dos palcos só o faz crescer.

Intercâmbio em Austin e começo de carreira

Depois que entrou na faculdade, infelizmente deixou a música de lado para cursar Cinema na PUC-RJ. Durante o curso em 2011, realizou um intercâmbio em Austin, Texas. Uma vez que foi rodeado pela enorme concentração de bandas e músicos na cidade, Rubel resgatou seu contato com a música.

Sendo assim, começou a escrever as primeiras canções e formou uma banda de música brasileira por lá, com quem tocava clássicos de Jorge Ben Jor, Caetano Veloso e Mutantes nas festas locais dos EUA. Mas foi após o lançamento de Pearl que Rubel começou a ganhar nome em território brasileiro.

Pearl e o Sucesso despretensioso

Em 2012, ainda em Austin, Rubel gravou seu primeiro disco com o intuito de guardar as músicas que havia criado ao lado dos amigos que fez por lá. Embora gravado em 2012, Pearl foi lançado somente em 2013 na internet e conquistou uma boa repercussão, sendo bastante compartilhado por amigos, familiares e conhecidos. O Álbum estourou na internet com Quando Bate Aquela Saudade, música que até hoje se faz presente em grandes novelas da Globo e em alguns filmes nacionais. Além disso, músicas como Quadro Verde e Pearl também caíram no gosto popular.

 

Antes mesmo de retornar ao Brasil, o disco já havia se tornado sucesso de forma totalmente despretensiosa. Ainda que não recebesse notícias na imprensa ou anúncios nas mídias tradicionais, Rubel já tinha convites para tocar em diversas cidades no Brasil. O cantor formou uma banda no Rio de Janeiro e desde então o projeto têm ganhado fôlego e crescido cada vez mais, lotando grandes palcos do país.

Casas e o Grammy Latino

Em março de 2018, foi lançado seu segundo álbum de estúdio Casas. Contemplado pelo edital Natural Musical, ele conta com parcerias de Emicida e Rincon Sapiência, estabelecendo um diálogo muito bom entre MPB com influências de Hip-Hop e R&B. Desde seu lançamento, Casas foi bem aceito pela critica e público brasileiro.

 

Ainda em 2018, mais precisamente em setembro, o álbum recebeu nomeação ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa. O sucesso do álbum fez Rubel levar a sua turnê para principais festivais do brasil como Coala, Queremos e novamente lotando grandes palcos, como o Circo Voador, Opera Arame, Tom Brasil entre outros.

 

Rubel vem cada dia conquistando mais espaço dentro do território nacional mas ele já tem espaço garantido no nosso coração. E você, o que acha dele?

Ouça agora nossa playlist no Spotify com todos os indicados até agora

Leia mais:

Indicação escutai | Conheça o pop nostálgico de Anna of the North

Indicação escutai | Bryce Vine e sua sonoridade peculiar

Total
0
Share