fbpx

Kacey Musgraves é o estouro na bolha da música country | Lollapalooza 2020

Kacey Musgraves é o nome mais aclamado da música country atual, e sua personalidade tem muito peso nisso.

A música country sempre teve tabus, mas também sempre houveram artistas para quebrar esses tabus e furar um pouco da bolha que o gênero vivia no passado. Com o passar do tempo e a globalização da música, cada vez mais estilos que antes não se encaixavam em determinados movimentos estão conseguindo seu espaço, assim como também provendo espaço para artistas que vão além dos limites que algum tipo de som pode deixar pré-definido.

Quando Shania Twain e Taylor Swift conseguiram migrar do country para o pop e as Dixie Chicks decidiram mostrar sua voz e serem politicamente ativas, o que mais aconteceu foram comentários ácidos sobre os rumos das carreiras das citadas. E por mais sucesso que tivessem obtido (mesmo que após um imenso boicote – como no caso das Dixie Chicks) a bolha da música country ainda não reagia com total apoio a seus artistas. Mas felizmente, o resto do mundo sim.

Aqueles que já enxergavam que a limitação do conservadorismo do gênero fosse na verdade um tiro na liberdade criativa de seus músicos conseguia aos poucos mostrar que é possível ser um artista country e ter personalidade de sobra. O que acontece com Kacey Musgraves desde seus primeiros passos no sucesso.

Quando seu primeiro álbum surgiu, ‘Same Trailer Different Park ‘ em 2013, a cantora já de cara mostrava que suas visões sobre o mundo eram bem mais abertas que de um artista country comum. Mas não havia conservadorismo que iria impedir Kacey de cantar abertamente sobre apenas ser quem você é. Na canção ‘Follow Your Arrow‘, que por alguns foi considerada um ataque (devido ao progressismo da música) ela fala da visão que a sociedade pode ter sobre alguém, o que pra qualquer outro estilo musical seria algo bem comum.

“É engraçado, porque, não importa de qual lado da moeda você está – gay, hétero, esquerda, direita, negro, branco… qualquer coisa. Sempre existiram opiniões se opondo, a sociedade vai ter uma opinião de qualquer forma. Nunca será possível deixar a sociedade completamente feliz.”

O falatório sobre as visões da cantora não conseguiram derrubar a potência do seu primeiro álbum. Além do sucesso comercial, ele a deu um Grammy de melhor album country, além de outro para a canção ‘Merry Go ‘Round’. Este foi o primeiro ano de muitos prêmios que ainda viriam.

O segundo álbum, ‘Pageant Material’ (que seguiu os passos do primeiro e também foi um sucesso de critica e público) serviu para consagrar a qualidade de Kacey Musgraves no cenário musical country, mas este também foi o trabalho que a colocou no radar de adoradores de outros estilos. Porém, como ela não tinha uma extensão muito grande de público (sendo uma cantora até então limitada ao nicho country), o processo de conseguir sair da bolha e atingir outras pessoas ainda era um pouco lento.

Mas o que estava por vir era o seu maior sucesso, O álbum ‘Golden Hour’. O 3º álbum da artista foi uma das maiores surpresas de 2018… Mesmo Kacey já tendo provado que tinha muita qualidade e competência com seus trabalhos anteriores. Apesar da expectativa para um novo projeto existirem, a cantora não era daquelas que deixava as pessoas aflitas sobre como um novo disco seria. E este pode ter sido o maior fator que beneficiou a recepção do álbum.

Com o apoio dos singles ‘Butterflies’, ‘Space Cowboy’ e ‘High Horse’, o trabalho foi aclamado pela critica, aparecendo no top 5 de mais de 20 listas de melhores álbuns daquele ano. A coesão das canções e a influência do psicodelismo foram o ponto chave que fizeram com que ‘Golden Hour’ mostrasse que a cantora não precisava provar mais nada, seu espaço (não só na música country – mas também na música mundial) estava definido.

Kacey Musgraves passou de artista que falava de suas influências para artista que era assunto de trabalhos que influenciariam a música do futuro. Foi com este disco que a artista levou o Grammy de álbum do ano em 2019, assim como todos os outros três que concorria na mesma noite.

Entre seus trabalhos a cantora também abre espaço para álbuns temáticos, lançando ‘A Very Kacey Christmas‘ em 2016 e ‘The Kacey Musgraves Christmas Show‘ em 2019. Ambos natalinos. Sobre performar musicas que também falam sobre a tristeza em um feriado que costuma ser alegre, a cantora disse:

“Eu sinto que sempre existe uma pressão em ser feliz durante esse momento do ano [Natal]. Eu não sei se é tradição, consumismo ou expectativa… mas nem todo mundo se sente feliz no natal. Eu já me senti assim antes, e as vezes seus sentimentos podem não transparecer como você acha que deveria se sentir. A razão disso pode ser várias coisas, ver seus pais envelheceram, se frustrar com expectativas altas ou se lembrar de pessoas que estavam no natal anterior e agora não mais.”

Kacey Musgraves se apresenta no domingo, dia 05 de abril, no Lollapalooza Brasil, em São Paulo e os ingressos estão disponíveis para venda. O último lançamento, o álbum “The Kacey Musgraves Christmas Show” e outros títulos de sua discografia estão disponíveis em todas as plataformas de música digital.

Total
0
Share