fbpx

Lauv usa a técnica para definir seu talento | Lollapalooza 2020

Cantor Lauv mostra seu talento utilizando o conhecimento musical que obteve na universidade.

A coisa mais comum que ouvimos é quando alguém diz que música é talento, que alguém nasce com o dom de ter uma boa voz, saber escrever ou simplesmente ser um artista. Ouvir que ser músico também é possuir técnica talvez se aplique melhor a instrumentistas ou para aqueles que trabalham fora dos palcos. Mas para o cantor Lauv, música também é técnica, é saber o que fazer e quando fazer… e todo esse conhecimento ele adquiriu quando se formou em tecnologia da música pela universidade de Nova Iorque (NYU).

Mesmo com a oportunidade se seguir um caminho comum e sair da faculdade após ter um contrato artístico oferecido, essa não foi a escolha do cantor. Se formar primeiro e depois pensar em lançar singles e álbuns oficialmente foi o foco. E basta ouvir seus trabalhos para perceber que a maturidade do ensino superior fez muita diferença. Ele, que além de escrever também produz suas próprias canções coloca todo o conhecimento adquirido para produzir hits e desenvolver o que tem a oferecer para o público.

 

O primeiro sucesso, ‘I Like Me Better’ foi escrita sobre uma premissa simples; Como uma mudança e um novo amor podem afetar uma pessoa. Desde pequeno Lauv sempre se mudou muito, mas seguir o famoso fluxo de transição de adolescência para a vida jovem adulta da faculdade foi o que inspirou a música, que foi escrita e produzida em seu quarto e lançada de forma independente. Tudo aquilo que pode acontecer na vida de um calouro é o que inspirou a canção… bebedeiras, novos amores que duram pouco, sexo, inseguranças e dúvida sobre o que pode fazer com a vida após completar os estudos.

Eu acho que é um sentimento bem legal [insegurança], estar com alguém quando você está tentando se entender, e as pessoas falam sobre as coisas que você tem ou é, e você pensa: ”caramba, eu não sabia que tinha atitude alguma, mas aparentemente alguém acha que eu tenho. Tudo bem, isso é bem legal”.

Enquanto a música tocava por aí, o trabalho do momento era completar o álbum ‘I Met You When I Was 18 (The Playlist)’, o conceito de álbum tem uma aplicação diferente porque segundo Lauv, é como se fosse uma playlist… como se todas as faixas fossem parte de um quebra-cabeça que conta sobre suas história na faculdade e mudanças, ou uma grande extensão do que é contado em ‘I Like Me Better’. Todas as faixas de co-autoria e co-produção do cantor, mostrando mais uma vez que o conhecimento adquirido na época dos estudos fez muita diferença na sua carreira.

Após isso, era dado o momento de entrar de vez no estúdio e produzir o grande primeiro álbum oficial. Intitulado ‘How I’m Feeling’. O que é explorado no projeto começa pela capa, onde várias versões coloridas do cantor são vistas, e segundo ele, cada uma representa um traço da sua personalidade… desde a que questiona razões existenciais até aquela que só pensa em diversão. Este álbum chega em um momento que o nome do cantor está começando a tomar força.

O trabalho conta com participações de Anne-Marie, Troye Sivan, Alessia Cara e o supergrupo BTS. Lauv fez uma turnê na ásia ao final de 2018, e já conta com outra música com a boyband, chamada ‘Make it Right’. As participações são prova da influência do cantor no meio artístico. O álbum terá um relançamento dia 6 de março, contando com as novas faixas.

 

Lauv se apresenta duas vezes por aqui, dia 01 de Abril, no Cine Jóia – através do Lolla Parties. E na sexta, dia 03 de abril, no Lollapalooza Brasil, em São Paulo e os ingressos estão disponíveis para venda. O último lançamento, o álbum “~how i’m feeling~” e outros títulos de sua discografia estão disponíveis em todas as plataformas de música digital.

 

Total
1
Share