Ivete Sangalo “Chega Mais” perto dos fãs em novo projeto carnavalesco

Depois de dois anos sem a festa tradicional que permeia a trajetória da cantora, novo EP estreia para reviver a folia.

Os dois anos de pandemia de COVID-19 deixaram suas marcas e impactos na sociedade. Um deles foi o hiatus do Carnaval, a tão amada folia enraizada na vida e cultura do povo brasileiro.

Ivete Sangalo, um dos nomes mais tradicionais quando se fala na música brasileira, tem sua origem diretamente ligada à festa: impossível imaginar um sem o outro. Foi com os pés descalços em maratonas de mais de 8 horas cantando seu axé em trios elétricos pelo país que a cantora de Juazeiro fez história. Com seu novo EP, “Chega Mais”, a cantora retorna para dar sequência a seu invejável legado: o carnaval continua!

Capa oficial do EP

Com cinco faixas animadas, escritas na pandemia e pensadas para o momento de reencontro com o público, Ivete aborda sentimentos carnavalescos de folia, paixão, amor e muita alegria, flertando com ritmos, instrumentos e swings atemporais e diversos.

Embora as faixas apresentem elementos frescos e atuais como o batidão do pagode “Cria da Ivete”, a nostalgia do romântico samba reggae presente em “Rua da Saudade” nos lembra elementos adorados que nos viciou em “Flor do Reggae”. Na verdade, essa é só uma das várias nuances de um trabalho que, apesar de moderno, traz a marca registrada da cantora em todas as melodias.

Cria da Ivete

Mostrando que não está por fora das tendências, Ivete inicia o EP com “Cria da Ivete”, uma música que carrega a cara da juventude tanto no ritmo quanto na linguagem. Surfando no sucesso de “Tá solteira, mas não tá sozinha”, a cantora chama a mulherada pra se jogar ao som de um pagodão eletrônico sobre ir para balada e aproveitar. Não à toa é a canção que Ivete já vem cantando em seus shows.

Só Love na Cabeça

A segunda faixa, “Só love na cabeça”, vem como um grito de esperança pós os percalços da pandemia e carrega o que Ivete diz ser a mensagem principal do álbum e desse “carnaval dos carnavais”, como ela nomeou, a saída de um retrocesso e o desejo pelo futuro. A mensagem irá inclusive tematizar o bloco da cantora desse ano que desfilará pelas ruas com figurinos e cenografia inspirados no tema “De volta para o futuro”.

Rua da Saudade

Também inspirada pelas dificuldades do isolamento, “Rua da Saudade” traz um arranjo mais melódico, com uma certa doçura e a prevalência de instrumentos de sopro, que descrevem o sentimento da falta do Carnaval, mas também a saudade dos amores que duram somente os quatro dias de folia.

Crédito: Rafa Mattei

Se Saia

Na quarta faixa Ivete mostra mais uma vez da onde veio e onde quer ficar. “Se Saia” transborda baianidade, seja nas gírias que compõem a música ou no swing e no groove característico da cantora e da Bahia. E assim seguimos embalados em um ritmo delicioso que bebe de outras latinidades como a lambada.

Batucada

“Batucadal”, a faixa final do EP, apresenta a percussão tão adorada do axé music, coroando a celebração musical do projeto que, mais que refrescar o repertório impecável da artista, parece festejar e referenciar todos os trabalhos anteriores que consagraram a voz de Ivete como uma das mais versáteis e deliciosas do país, intrínseca ao calor do verão e indispensável em qualquer boa festa carnavalesca que se preze.

Total
0
Share

Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14