fbpx

On the Rocks | Sofia Coppola estreia na AppleTV+ com poucas inovações

Novo filme de Sofia Coppola é marcado por poucas surpresas e nenhuma inovação

A maioria das dramédias românticas reúne personagens privilegiados sofrendo por amor nas ruas de Nova York. Sofia Coppola gourmetiza essa fórmula em On the Rocks, filme de 2020 produzido pela aclamada A24 para o serviço de streaming da Apple. Todo o clichê do gênero está presente no longa. Entretanto, eles ganham um tempero leve, mas peculiar, nas mãos da diretora, que inclui toques de mistério e uma amizade pra lá de improvável na narrativa.

O filme acompanha Laura (Rashida Jones), uma escritora recém casada que dedica a maior parte do seu tempo para cuidar das filhas. A rotina monótona da protagonista acaba quando ela começa a desconfiar que está sendo traída. Com a ajuda do pai, um milionário excêntrico interpretado por Bill Murray, Laura começa a investigar cada passo do marido.

On the Rocks é um filme mais interessante pelos diálogos do que pelos acontecimentos. O que mais funciona no longa é a relação de Laura com o seu pai. Os diálogos ácidos, as teorias inescrupulosas sobre amor e relacionamento e as conclusões precipitadas e, quase sempre, erradas sobre os acontecimentos em sua volta, contribuem para a dinâmica do filme e dos personagens.

A comédia que é sustentada por diálogos pode ser dividida em dois estilos convergentes. Aquelas em que rimos com os personagens e aquelas em que rimos dos personagens. The Office, série da NBC, é um exemplo de comédia que se ancora na vergonha alheia para conquistar seus objetivos. De certa forma, de maneira mais contida e menos gratuita, On the Rocks também segue esse estilo.

A dupla de protagonistas cria um universo paralelo, totalmente desconexo da realidade, em suas cabeças. Em uma parte do filme, Laura e seu pai vão até o México para supervisionar, de longe, uma viagem de trabalho do marido. É neste momento em que podemos ver os personagens enfrentando um festival de situações patéticas e, de certa forma, divertidas.

Considerando a agilidade do roteiro, as atuações e a ambientação – quase perfeita -, é difícil avaliar On the Rocks. A aprovação do filme está totalmente condicionada à forma como cada espectador encara a série quase inacreditável de trapalhadas feitas pelos personagens de Jones e Murray. A maior habilidade de Sofia Coppola é a de trazer inovações aos gêneros cinematográficos dos quais decide se aventurar. Cineasta versátil, poucas pessoas diriam, sem informações, que On the Rocks, Maria Antonieta e Bling Ring: A Gangue de Hollywood são trabalhos da mesma diretora. Entretanto, pode ser um erro, dessa vez, carregar a expectativa de que Copolla subverteu as obviedades da comédia dramática e romântica.

Poucas pessoas esperam trivialidade das mãos de Sofia Coppola. Dessa vez, ela surpreende entregando um filme trivial. Sem surpresas e sem inovações, On the Rocks passaria batido se não contasse com a assinatura da diretora. Mesmo assim, não podemos considerá-lo um filme ruim. Pode ser um prato cheio para quem gosta de personagens enfrentado uma sucessão frenética de situações cômicas e complicadas.

Assista On The Rocks na Apple TV+.

Nota do autor: 60/100

Total
0
Share