Os 10 piores filmes de 2021

Já listamos os melhores filmes desse ano. Aqueles que emocionaram o público na medida certa e que ficarão na nossa memória durante muito tempo. Entretanto, agora é hora de falar dos 10 piores filmes de 2021!

Decepcionantes e esquecíveis, esses longas até pareciam ser legais, mas acabaram decepcionando tanto o público quanto a crítica especializada. É claro que tudo isso é uma percepção pessoal e, dessa forma, existem pessoas que gostaram dessas produções – o que é totalmente compreensível.

Indicamos que você assista os filmes dessa lista por sua conta e risco e, assim, tire as suas próprias conclusões! Ah, e não se esqueça de compartilhá-las conosco, viu?

Vamos pra lista dos piores filmes de 2021? Confira abaixo!

Cherry / A Menina que Matou os Pais / O Menino que Matou meus Pais

10. Eternals

Eternos / Disney e Marvel

Diferente de Shang Chi e a Lenda dos Dez Anéis, que surpreendeu os espectadores, Eternos – o filme mais recente do Universo Marvel – foi um pouco decepcionante. O longa conta a história de uma raça de seres imortais que viveram durante a antiguidade. Eles voltam a atualidade para batalhar contra inimigos malignos chamados Deviantes. Nem o elenco de peso, formado por nomes como o de Angelina Jolie, e a direção da vencedora do Oscar Chloé Zao foram suficientes para trazer emoção ao longa. Os personagens mal explorados da trama nos faz pensar que a Marvel precisa repensar estratégias para cometer mais acertos do que erros em 2022.

Leia a nossa review de Eternos

09. Space Jam: A New Legacy

Space Jam: Um Novo Legado / HBO Max 

A nostalgia pela nostalgia não é algo costuma dar certo. Se a versão original de Space Jam, lançada em 1996, foi capaz de marcar gerações de crianças e adolescentes, a nova versão estrelada por LeBron James certamente não será capaz de fazer o mesmo. Com um roteiro confuso e mais interessado em easter eggs do que na própria narrativa, o filme não é salvo nem pelo carisma de Pernalonga e seus amigos. O longa é pouco atrativo aos adultos e também não deve conquistar crianças, que mesmo fãs de NBA e videogames, podem estranhar a linguagem e a forma como a trama é conduzida.

Leia a nossa review de Space Jam: Um Novo Legado

08. Old 

Tempo

Baseado no romance gráfico do excelente quadrinista Frederik Peeters e dirigido por M. Night Shyamalan, Tempo desagradou tanto o público quanto a crítica. O filme conta a história de uma família que se envolve em um mistério. Durante as férias, eles vão a uma praia onde o tempo passa de uma forma diferente, fazendo com que todos envelheçam de forma muito mais rápida que o normal. A premissa que parece interessante não é explorada como deveria. Se em Fragmentado o diretor conseguiu inserir todas as nuances e características de seu cinema de forma exata e precisa, ele perdeu a mão nesse novo filme. Tempo é prepotente sem motivos para sê-lo. 

07. Venom: Let There Be Carnage

Venom: Tempo de Carnificina / Sony

Se o Homem Aranha tem ganhado excelentes filmes nos últimos anos, o mesmo não está acontecendo com um dos seus vilões mais conhecidos. Após um início decepcionante em 2018, a franquia de Venom continua sem animar os fãs de quadrinhos e de super-vilões. O novo filme aborda a evolução da relação entre Eddie e Venom. Toda a atenção que é dada para o protagonista faz com que o roteiro esqueça de desenvolver os coadjuvantes, que são muito pouco carismáticos. Outro defeito é a presença de Tom Hardy, que definitivamente não nasceu para encarnar esse personagem da Marvel.

06. Cherry

Cherry: Inocência Perdida / Apple TV+

Tom Holland protagonizou Homem Aranha: Sem Volta Para Casa e entregou ao público um dos melhores filmes desse ano. Entretanto, antes disso, o ator protagonizou Cherry: Inocência Perdida, um dos piores filmes de 2021. O longa conta a história de um ex-médico do exército americano que sofre transtornos pós-traumáticos e, assim, vira um grande assaltante de bancos. Se a Apple tem acertado nas séries de TV que produz para o seu streaming, os filmes não parecem seguir o mesmo caminho. Com um roteiro cansativo e com cenas de ação pouco empolgantes, Cherry prometeu muito e acabou entregando muito pouco ou quase nada. 

05. A Menina que Matou os Pais / O Menino que Matou meus Pais

Amazon Prime Video

Muita era a expectativa para a dobradinha composta pelos filmes A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou meus Pais. Um gênero muito comum nos últimos tempos, parecia que o Brasil finalmente teria uma adaptação true crime para chamar de sua. Entretanto não foi isso que recebemos. Os longas que traçam perspectivas diferentes para o caso von Richthofen são mal roteirizados e um pouco tediosos. Embora Carla Diaz tenha ido bem no papel de Suzane, Leonardo Bittencourt – intérprete de Daniel Cravinhos – não deu conta do recado. Esquecível e repetitivo, o filme tinha potencial de ser maior e melhor do que realmente foi.

Godzilla vs Kong / Venom 2

04. Godzilla vs. Kong

HBO Max

Godzilla vs. Kong reúne dois dos grandes monstros da ficção e da cultura moderna. O grande mote do filme é se o mundo sobreviverá à luta dos dois gigantes. A primeira tentativa do chamado Monstroverso da Warner Bros falhou miseravelmente. As cenas de ação e os efeitos visuais impressionantes não são o suficiente para salvar o roteiro e o ritmo do longa. O que seria um bom jogo de videogame não funciona como filme. Depois de bons papéis em Stranger Things e em Enola Holmes, a personagem de Millie Bobby Brown é mais uma das coisas que decepcionaram neste que foi um dos piores filmes de 2021.

Leia nossa review de Godzilla vs. Kong

03. Army of the Dead

Army of the dead: Invasão em Las Vegas / Netflix

Ao longo da carreira, o diretor Zack Snyder colecionou uma série de fracassos. Entretanto, dessa vez, a proposta de um filme autoral e despretensioso parecia ligeiramente promissora. Mas o diretor conseguiu desapontar as expectativas que já não eram muito altas. A história aborda um surto de zumbis em Las Vegas e um grupo de mercenários que pretendem realizar o maior assalto de todos os tempos. Não são poucas as coisas que ficam abaixo da média nesse filme: o roteiro, o visual e os atores são alguns dos defeitos da nova produção da Netflix

02. Cinderela

Amazon Prime Video

A nova adaptação de Cinderela, produzida pela Amazon, se vendeu como o pioneiro em levar uma atriz latina para a pele dessa protagonista. Entretanto, isso não é bem verdade. 23 anos atrás, a brasileira Carla Perez interpretou a Cinderela em um filme brasileiro. Sendo Carla Perez ou Camila Cabello, o mais importante aqui é que nada funciona neste filme. As músicas não dialogam com a história que está sendo contada e o talento dos atores é desperdiçado por diálogos óbvios e superficiais. Além disso as adaptações feitas na história original, com o objetivo necessário de tornar a trama mais moderna e progressista, acabaram não funcionando muito bem. Outro ponto negativo são os efeitos especiais. Desse modo, Cinderela acaba sendo um dos piores filmes de 2021.

01. Mortal Kombat

HBO Max

Recheado de fan services, pouca coisa funciona no novo filme da franquia de Mortal Kombat. Lançado simultaneamente no HBO Max e nos cinemas brasileiros, um dos grandes problemas do longa é preferir desenvolver as tramas supérfluas em detrimento dos pontos realmente interessantes dessa história. Cheio de furos de roteiro, o filme é uma lista de equívocos que o torna maçante e chato de assistir. Além de todos os problemas estruturais, a escalação do elenco poderia ter sido mais cuidadosa. Mortal Kombat acaba sendo o pior filme de 2021 por muitos motivos, mas principalmente por não respeitar uma história que é tão importante para tantas pessoas.

Leia aqui a nossa review de Mortal Kombat

Por Raphael Castilho

Estudante de jornalismo com uma estética baseada em filmes do Almodóvar, sambas da Beth Carvalho e feriados prolongados.


Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14