fbpx

Revisitando Avatar | O clássico remasterizado de James Cameron continua ainda mais fresco

Retornando com uma qualidade indescritível, Avatar relembra ao público o que é ser um clássico atemporal no cinema.

Após 13 anos de seu lançamento, Avatar (2009) retorna aos cinemas remasterizado em 4K HDR para celebrar a sequência que chega ainda este ano. Convidados pela Disney+ Brasil a participar de uma sessão especial em IMAX 3D, o escutai foi conferir esse relançamento em primeira mão.

Na incrível Pandora, Jake Sully, o ex-fuzileiro naval paralítico é recrutado para um time de exploração no universo alienígena onde vivem os seres primitivos Na’vis. Durante o período de pesquisa, Sully se apaixona por uma das nativas e decide lutar ao lado de sua amada para proteger os bens do planeta.

Carregando o recorde de maior bilheteria da história do cinema, o longa até hoje divide opiniões ao redor do mundo. Apesar desse detalhe, o filme trás motivo suficiente pra ser um colírio aos olhos de qualquer apreciador da sétima arte. Não satisfeito em agradar apenas com os visuais impecáveis, James Cameron (criador de Titanic) levou para as telonas um roteiro ousado e inovador.

O enredo nunca-visto-antes, onde um corpo biológico e extra terreste é controlado pela mente humana ainda é inegavelmente revolucionário nos dias de hoje. Por incrível que pareça, o sucesso de bilheteria ainda vai te chocar como se estivesse sendo assistido pela primeira vez. Provando ter envelhecido como um bom vinho. Em conclusão, mesmo depois de tanto tempo, Avatar continua sendo uma das melhores produções já feita.

Na edição de relançamento, uma cena pós-crédito surpreende ao, enfim, trazer um trecho exclusivo de “Avatar: O Caminho da Água” que mesmo sem o lançamento oficial, já faz parte das apostas para o Oscar. Sem spoilers, temos a certeza de que o tão aguardado longa metragem dará continuidade ao fardo de ser um verdadeiro evento cinematográfico e de fato um divisor de águas.

Marcando o início de uma saga, a sequência chega aos cinemas no dia 16 de dezembro deste ano. Sendo assim: “O Portador de Sementes (2024)”, “O Cavaleiro de Tulkun (2026)”, e por fim “A Busca por Eywa (2028)”.

Deixe uma resposta

Total
0
Share