fbpx

Self Esteem vai além da autorreferência e se qualifica como um dos melhores atos pop do momento

Self Esteem é a pedida perfeita para quem procura um ato que soa original, destemido e extremamente confiante na música pop.

Rebecca Lucy Taylor já havia provado que tinha ideia de como ser uma baita artista durante o tempo em que sua dupla de folk, o Slow Club, esteve na ativa. Pelo nome não é muito fácil saber de quem estamos falando, e nem pela referência a seu antigo projeto isso é tão possível assim. Rebecca é agora (e desde 2017) Self Esteem, seu projeto solo que é extremamente aclamado mesmo com pouco tempo na ativa.

O primeiro lançamento foi em 2019: ‘Compliments Please‘ já mostrava e falava muito sobre quem ela é, e principalmente, a imagem que ela quer passar no que canta. Self Esteem bate justamente no ponto do seu nome artístico, a autoestima e o valor próprio que damos a nós mesmos. Mas em suas músicas é fácil perceber que isso vai muito além.

O projeto que deu o pontapé inicial para a sua carreira solo é um pouco longo e demanda uma boa atenção para pegar todos os estímulos que ouvimos durante suas letras, mas é possível perceber que desde o início, Rebecca já sabia exatamente como iria se portar em uma carreira carregada apenas por ela mesma, e mais ninguém.

Mas foi com seu segundo disco que a cantora foi além da autorreferência para se provar um dos melhores atos pop da atualidade. Em “Prioritise Pleasure” ela não fala apenas sobre como é bom estar sempre bem consigo mesma, ela crítica fervorosamente o patriarcado, fala sobre liberdade feminina de forma crua e constrói uma narrativa musical com uma perfeição tão incrível que é impossível não se perguntar como foi ela fez algo tão coeso e bem fechado.

Aquele que foi um dos álbuns mais aclamados de 2021 ainda soa fresco e forte o bastante para um futuro atemporal, e não é uma má ideia começar por ele para conhecer a cantora. Sua discografia segue a mesma linha, porém em cada projeto a direção é feita de maneira singular. Sendo assim, Self Esteem é a pedida perfeita para quem procura um ato que soa original, destemido e extremamente confiante a respeito do poder das suas palavras em cada criação musical.

Total
0
Share