fbpx

The Black Keys anuncia o álbum ‘Delta Kream’ e libera primeiro single

Primeiro single do projeto, “Crawling Kingsnake”, está disponível hoje em todas as plaformas digitais

Em 14 de maio, The Black Keys estreia o décimo álbum de estúdio da carreira, “Delta Kream”, via Nonesuch Records – uma distribuição nacional Warner Music Brasil. O álbum celebra as raízes da banda, com a colaboração de 11 mega sons do hill country blues do Mississippi que os músicos amam desde que eram adolescentes, antes mesmo de formarem a banda, incluindo, entre outros, faixas de R.L. Brunside e Junior Kimbrough.

Dan Auerbach e Patrick Carney gravaram “Delta Kream” no estúdio de Auerbach, o Easy Eye Sound, em Nashville, somaram-se a eles os músicos Kenny Brown e Eric Deaton, membros de longa data de bandas lendárias do blues, incluindo R.L. Brunside e Junior Kimbrough. O nome do álbum vem da icônica fotografia de William Eggleston no Mississippi, que estampa a capa. “Delta Kream” está disponível para pré-venda.
 
Aurebach comenta sobre o álbum: “nós fizemos este projeto para honrar a tradição do blues country do Mississippi que tanto nos influenciou no começo. Essas músicas ainda são tão importantes para nós hoje quanto eram no primeiro dia em que Pat e eu pegamos nossos instrumentos e começamos a tocar juntos. Foi uma sessão muito inspiradora, com Pat e eu junto com Kenny Brown e Eric Deaton em um círculo, tocando essas faixas. Parecia tão natural”.

Carney concorda, “a sessão foi planejada com apenas alguns dias de antecedência e nada foi ensaiado. Nós gravados o álbum inteiro em questão de dez hora, em duas tardes, no final da turnê ‘Let´s Rock’”.
 
Hoje a banda compartilha o primeiro single de “Delta Kream”, “Crawling Kignsnake”, já disponível em todas as plataformas digitais.

“Eu ouvi pela primeira vez a versão de Hooker (John Lee) quando estava no colegial. Meu tio Tim me deu aquele álbum. Mas, a nossa versão é definitivamente a opinião de Junior Kimbrough sobre isso. É quase um riff do disco!”. Carney acrescenta: “nós caímos nessa introdução de bateria, foi meio que acidental. O objetivo final era destacar a interação entre as guitarras, Meu papel com o Eric era criar um groove mais profundo”.

Total
0
Share