Crítica | Rizzih, “Poema Suspenso”

Em seu expressivo ‘Poema Suspenso’, Rizzih entrelaça sua arte multifacetada e emocional para falar de renascimento.

Rizzih retorna ao cenário musical após 6 anos (sem contar seu projeto paralelo com sua banda Tazo) com ‘Poema Suspenso‘, segundo álbum de estúdio da carreira. 

O multiartista presenteia os fãs com uma viagem ao ser mais íntimo de cada um e de si mesmo, como ele mesmo contou ao escutai. A obra marca seu renascimento pós pandemia por meio de 11 faixas que transitam por experiências com doçura e profundidade. 

Abrindo o projeto, a intitulada ‘Amarelo da Goiaba/ Pensamento Asa / Amor Fati’ apresenta o duo com a amiga íntima e parceira de projetos, Violeta. Nela é possível entender logo de cara que a obra é realmente poética em sua mais clara essência.

Em ‘Lado B’, temos uma letra intensa, que conversa intimamente com os corações em recuperação de um término, como fica muito nítido no trecho “o que me dói não é o fim, o que me dói é não ter tido mais pra mim”. 

Zíper’ explora uma sonoridade um pouco diferente da presente em todo álbum, com uma guitarra forte e abuso de suas habilidades vocais potentes, o artista canta sobre uma relação sexy, intensa, viciante, que resultou no encontro do amor-próprio e da autoescolha.

Vênus’ nos brinda com uma melodia “divertida”, com tons que podem até lembrar uma canção gospel – nela, ele inclusive cita sua passagem pela igreja -, mas que fala sobre o tesão pela vida e experimentar novas coisas.

Órbita’ já é conhecida dos fãs, lançada em 2021, a canção explora o universo dos sonhos e se encaixa no material, comprovando o quão bem pensado e estruturado ele é, e como as melodias se unem com muita fluidez e leveza.

A faixa homônima ao álbum serve como ponte para ‘Gula’, poema de Bento Nascimento, recitado por Rizzih para encerrar com maestria o projeto de forma pura e bem estruturada. 

Crédito: Rizzih / Casa Frisson (reprodução)

Para os fãs do cantor, fica claro ainda, como o projeto musical é influenciado diretamente pelo trabalho literário dele. É possível identificar nas canções algumas frases que estão presentes nas poesias do ‘Dialeto de Parede’, livro de poemas lançado pelo artista em 2021.

Poema Suspenso’ é completo e fluído, quase um audiolivro de poemas profundos, apaixonantes e dotados de melodias próprias. Nele, Rizzih apresenta seu renascimento e ainda constrói letras que falam intimamente com o renascimento de quem o ouve; dando norte aos corações que estão em busca de reinvenção, superação ou em processo de autoconhecimento.

Ouça ‘Poema Suspenso’ em todas as plataformas digitais.

97/100

Total
0
Share

Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14