Entrevista | Marina Sena apresenta show caloroso no Warren Stannis Festival

Pessoas, cerveja de qualidade e muita música boa. Esse é o grande objetivo da união incrível entre a plataforma financeira Warren e a Cervejaria Stannis, resultando no Warren Stannis Festival que teve sua primeira edição em junho de 2022 em Guaramirim, Santa Catarina.

Reunindo mais de 10 mil pessoas em dois dias de festival intenso, o WSF Festival foi prova concreta de que a volta dos eventos após mais de 2 anos com o setor cultural estagnado era necessária e que a demanda está pronta para experienciar coisas incríveis novamente. Além das atrações musicais, o público participou de atividades fora do comum, com gincanas, premiações, tirolesas e até balonismo.

Com um line-up repleto de artistas incríveis, revelações nacionais e até artistas consagrados da música brasileira, o Warren Stannis Festival trouxe para a região catarinense Marina Sena, Duda Beat, Alceu Valença, Vitor Kley, Titãs, Ratos de Porão, Raimundos, Boom Boom Kid, Far From Alaska e Gabriel Pensador.

Imagem: Diego Stedile e Gabriel Stedile (reprodução/escutai)

Nós do escutai estivemos presentes no segundo dia do festival e pudemos bater um papo com a queridíssima Marina Sena, que engajou um público enorme ao som dos seus maiores hits saindo diretamente do primeiro álbum solo da artista, de primeira.

Pra brincar, iniciei perguntando se ela havia encontrado a unha postiça que perdeu no Lollapalooza 2022 (que na época virou até meme), e ela respondeu rindo: “Menino, não! Olha que era cara viu, mas não encontrei (risos).”

No show do WSF, Marina Sena comentou que aprendeu uma canção em outra língua e que gostaria de apresentá-la naquela noite. A artista cantou então uma versão inédita da música “La Isla Bonita”, da Madonna, e surpreendeu a todos — não só pelo cover inédito da rainha do pop, mas também pela desenvoltura em cantar em espanhol e um pouco de inglês. Marina já foi apontada, injustamente, como uma das piores vozes da da música nacional por seu tom fora do comum e o encaixe perfeito entre a música e sua voz por si foi uma grande resposta.

Aproveitando o gancho do feito, perguntei a ela se podemos esperar algo inédito nesse sentido, mais covers internacionais ou até algum projeto autoral da artista. “Tenho vontade sim! Acho lindo todo esse universo, então é possível que isso aconteça em algum momento”, completou.

Covers não são novidades em seu repertório, vide a versão incrível de “Alô Alô Marciano”, da Elis Regina, que muitos fãs amam. Perguntei a ela se depois do sucesso que a versão fez, podemos ter ela oficialmente nas plataformas como um mimo ou quem sabe uma música de trabalho. Ela riu: “Ahhhh gente (risos), talvez, talvez! Vou tentar né, vai que eu consigo…” brincou. 

Indo para um lado de referências, perguntei quais artistas, atuais ou não, influenciam, não só para gosto pessoal, mas também estejam servindo de inspiração sonora em futuros projetos de sua carreira. “Matuê é uma grande inspiração pra mim atualmente. A Gal (Costa) sempre me influenciou e influencia até hoje. Quando eu preciso de referência, é nela que eu sei que vou encontrar, porque ela é artista mas ela também é musa né? Ela é quem faz a arte, mas ela é também a inspiração para a arte dos outros, sabe? Então ela me inspira sempre, assim, muito muito muito.”

Durante o show, Marina brincou que não pôde pagar o cachê da Gloria Groove para fazer uma participação, mas que queria muito ela lá. Perguntei quais artistas ela gostaria de colaborar, já que seus projetos são sempre muito diversificados no quesito sonoro. “Gloria Groove, Duda Beat, Anitta, Ludmilla, todas essas eu amo e é óbvio que eu iria amar fazer uns hits com elas.” Brincando perguntei se ela toparia uma colaboração em inglês ou espanhol com a Anitta, que está muito imersa nesse cenário musical. Marina rasgou elogios à nossa Girl From Rio: “Muito! Se tem uma coisa que aprendi, foi espanhol com a Anitta, porque ela trouxe isso muito forte pro Brasil né? Tudo que eu sei de espanhol eu aprendi com ela, então seria um prazer.”

Já imaginou uma música de Anitta e Marina Sena em espanhol? Estamos prontos pra isso.

Imagem: Diego Stedile e Gabriel Stedile (reprodução/escutai)

Marina Sena é um amor de pessoa e mesmo que nosso papo tenha sido rápido, foi incrível poder estar perto de alguém assim (mesmo com tanto nervosismo). O de primeira, seu primeiro álbum solo após saída da banda Rosa Neon, foi escolhido pelo escutai como um dos melhores de 2021 e está disponível em todas as plataformas. Marina Sena segue em turnê pelo Brasil inteiro e deve voltar para Santa Catarina em breve.

Acesse nosso instagram e veja o destaque da cobertura completa do Warren Stannis Festival 2021.

Por Diego Stedile

Comunicador, publicitário, designer, já tentou ser escritor de livros e não deu certo. Fundou o ESCUTAI pra compartilhar música e hoje é lar de muitas opiniões. Editor-chefe, diretor de arte, playlisteiro e conselheiro nas horas vagas.


Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14