Fresno recebe Jup do Bairro em uma das novas músicas de INVentário

A cada semana, a Fresno tem vasculhado arquivos de diferentes áreas do seu HD para incluir em INVentário. Algumas são músicas inéditas, outras reformadas e também revisitadas. O objetivo da banda é explorar alguns caminhos sonoros. Iniciada em 30 de agosto, a playlist (ouça aqui) de lançamentos já lista 11 faixas, sendo as mais recentes: “INV009: VALA COMUM”, “INV010: ASMA” e “INV011: E VEJA SÓ” (com participação da cantora Jup do Bairro).

Criada inicialmente para fazer parte do último disco da banda, Sua Alegria Foi Cancelada (2019), “INV009: VALA COMUM” carrega o DNA deste trabalho. “Ela tem uma vibe bem triste e pesada”, define Lucas Silveira, que revela que a faixa acabou não entrando na tracklist do álbum por “já ter composições parecidas”. Agora, em INVentário, ela foi finalizada e, nas mãos de João Milliet, responsável pela mixagem, ganhou os últimos retoques para chegar enfim nas plataformas de streaming. 

O lançamento em conjunto de “INV010: ASMA” e “INV011: E VEJA SÓ” não foi coincidência. Elas são  duas músicas separadas e, no final, se completam e se transformam em uma só. Resgatada de Visconde, projeto-solo de Lucas SIlveira, “ASMA” trata de um relacionamento que se tornou tóxico com o tempo, enquanto“E VEJA SÓ”, segundo o vocalista, “é sobre como, às vezes, não sabemos cuidar do amor e ele pode nos fazer mal”. Esta última funciona como uma resposta ao relato da faixa anterior. Com um beat pesado e agressivo, a composição mescla a voz poderosa de Jup do Bairro com os vocais gritados e guitarras da Fresno.

Após passar uma dezena de lançamentos, INVentário segue revelando possibilidades, formatos e referências que nem sempre surgem como óbvios na narrativa da Fresno, mas basta dar um play para sacar que a essência da banda está ali. 

Ouça “INVentário”aqui 

Exit mobile version