Julia Melo bebe do synth-pop no novo single “My All”

A artista blumenauense Julia Melo lança “My All” (ouça aqui), o primeiro single de seu novo projeto ainda sem muitos detalhes. A faixa chega após o lançamento do seu primeiro EP em 2020 chamado ‘’Celestial’’, que atualmente passa de 276 mil streams no Spotify.

“My All” traz uma nova aura à carreira de Julia, trazendo mais vulnerabilidade e proximidade com seus ouvintes, se aproximando de emoções caóticas e explosões de sentimentos.

Com produção de Marlon Lopes, da banda catarinense Adorável Clichê, a faixa traz essa nova essência para o projeto que está por vir, repleto de referências synth pop, indie e alternativo.

Julia começou a tocar violão com 8 anos de idade e com 13 já tinha vastas músicas compostas. Lançou sua primeira música “In the City” em 2018 uma mistura de indie e dream pop. Fazia parte do Selo Nuzzy Records que fechou em 2021 por conta da pandemia. Suas maiores inspirações são Kate Bush, FKA Twigs, Lorde e Britney Spears. Como amante da cultura pop ela traz esses sentimentos tão íntimos através de melodias atuais e fácil de se identificar

Capa de “My All”

Fazendo uma mistura de emoções intrísecas, My All” chega com uma letra mais triste sobre términos de ciclos, mas a emoção do beat vai crescendo e te levando para outro estágio sentimental. “É um refrão que fica na cabeça e dá aquela vontade de olhar a chuva na janela e se imaginar num clipe”, diz Julia ao descrever o que sente ao ouvir a canção. A cantora tenta transmitir esse sentimento tão melancólico que muitos já passaram, mas de uma forma leve e extremamente íntima. Com certeza uma artista para se prestar atenção.

Total
0
Shares

Por Diego Stedile

Comunicador, publicitário, designer, já tentou ser escritor de livros e não deu certo. Fundou o ESCUTAI pra compartilhar música e hoje é lar de muitas opiniões. Editor-chefe, diretor de arte, playlisteiro e conselheiro nas horas vagas.

Total
6
Share

Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14