Opinião | Evita Open Air propõe uma nova maneira de contar histórias

Quando falamos de teatro – principalmente o musical – sempre existe um elemento mágico que nos faz ficar fascinados pela história, seja com as adaptações das músicas, nas movimentações dos atores nos palcos ou pelas atuações incríveis.

Nessa nova adaptação de Evita, temos uma combinação de tudo de melhor que o teatro tem a oferecer e experimentamos de maneira espetacular uma proposta acertada de imersão, onde Myra Ruiz, interpretando Evita, provou mais uma vez a razão de ser considerada um dos maiores nomes do teatro musical da sua geração. 

Jairo Goldflus / escutai (edição/reprodução)

O espetáculo acontece ao ar livre, como o próprio nome diz, numa região do enorme Parque Villa Lobos, em São Paulo. Foi destinada uma área de cerca de 8.500 m2 para acomodar toda a estrutura, sendo capaz de abrigar 1.600 pessoas por sessão. O espaço tem quase quatro vezes o tamanho de um teatro convencional e conta com uma área exclusiva para alimentação com comidas e bebidas típicas da Argentina. “Quando fizemos a primeira sessão para convidados, levei um susto ao ver a plateia praticamente vazia, minutos antes do início do espetáculo – na verdade, as pessoas estavam na área de lazer” comentou o diretor criativo do musical, John Stefaniuk.

Apesar de curta, a vida e trajetória de Eva Perón (1919-1952) foi intensa. Eva passou de uma das atrizes mais populares de radionovela para líder política e primeira dama da Argentina em pouquíssimo tempo, abraçou para si uma beleza única com característicos cabelos loiros, quase crisálidos. Durante sua trajetória acabou se tornando uma espécie de rainha para o povo argentino e entrou tanto para a história quanto para o folclore de seu povo pela sua capacidade única de saber tocar os sentimentos mais dolorosos das pessoas.

Vale ressaltar que essa produção deu uma repaginada nas versões das músicas, adicionando uma pegada mais jovem, que mistura os tóns sutis da Ópera com o dinamismo agressivo do Rock. Tudo isso foi pensado para atrair um público mais abrangente. As novas versões se mostraram capazes de encantar pessoas de qualquer idade, de fato.

O elenco do espetáulo Evita Open Air é composto por Myra Ruiz, Fernando Marianno, Cleto Baccic, Felipe Assis Brasil, Verônica Goeldi, Belle Rodrigues, Isa Camargo e Anna Beatriz Simões, Alice Zamur, Alicio Zimmermann, Amanda Döring, Bia Castro, Bruno Ospedal, Claudia Rosa, Danilo Martho, Della, Éri Correia, Fernanda Biancamano, Fernanda Muniz, Gigi Debei, Gui Leal, Ingrid Sanchez, Marco Azevedo, Mari Rosinski, Paulo Grossi, Rafael Barbosa, Sandro Conte, Vinicius Cafer.

A história é contada muito próxima do público, fazendo com que o mesmo se sinta parte dela em variados momentos. No alto da sacada, ao cantar “Não Chore Por Mim Argentina”, Evita (Myra) quase olha cuidadosamente para cada um que está no palco e na plateia, fazendo com que nos transportemos para a Argentina naquela hora.

Uma das principais características que podemos notar em Eva é a capacidade – quase inumana – de tornar aquilo que deseja em realidade. Apesar da origem humilde, ela conseguiu crescer na vida, não só ajudando a si mesma, mas também a tantas outras pessoas da Argentina. Para trazer essa personagem à vida, Myra Ruiz se entrega praticamente de corpo e alma à ela. Capaz de ignorar todo o frio (ou calor) que o ambiente aberto das apresentações pode proporcionar, Ruiz dá um show completo: de cantos magníficos a danças longas e hipnotizantes. 

Uma das figuras mais importante para essa história ser contada aqui é Che Guevara interpretado por Fernando Mariano. Todo o espetáculo é narrado por ele se tornando uma figura presente em 90% de todo o musical. Mariano traz toda a carga roqueira para o personagem com uma construção única dessa figura tão controversa, sendo capaz de divertir, encantar e emocionar com sua atuação. Ficamos curiosos para ver o Fernando em outras produções, agora em papéis de destaque ou protagonismo. 

Fernanda (ou Fefe) Muniz faz do palco do Evita Open Air seu show particular. Desde o primeiro momento em que a veterana pisa no palco dançando, até a sua última aparição, ela é capaz de hipnotizar e até roubar a cena, em alguns momentos, com sua coreografia milimetricamente executada na leveza graciosa de seus movimentos.

O ensemble desse espetáculo é um primor à parte. A equipe inteira integra de maneira incrível a história desse musical, dando toda assistência e movimentação que ele pede. Tanto nos momentos mais animados, quanto nos momentos que pedem uma certa delicadeza.

Toda construção de Evita Open Air, em particular, é de impressionar qualquer um, fugindo completamente do tradicional que conhecemos. Ele te proporciona um experiência incrível, tanto durante o espetáculo, como dentro da área de lazer que essa produção conta. Definitivamente é algo que, quem gosta de acompanhar musicais, precisa viver pelo menos uma vez.

Evita Open Air está em cartaz no Parque Villa-Lobos (portão Cândido Portinari). Quintas e Sextas às 20h e Sábado e Domingos ás 15h e 19h30. Com ingressos a partir de R$ 50, para mais informações, acesse o site oficial.

Por Leo Pereira

Designer, Comunicador e principalmente, apaixonado por teatro musical


Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/escuta28/public_html/index.php on line 14