fbpx

Rosalía arrebata o público brasileiro com show inédito da Motomami Tour

Com show esgotado, Rosalía se apresenta pela primeira vez no Brasil e transpassa as barreiras da excelência.

Segunda feira, dia útil e frio em São Paulo: nada disso foi capaz de impedir os fãs, admiradores e famosos de tentarem testemunhar o carisma de Rosalía. Com hits na bagagem e muitas surpresas, mesmo quem já acompanhava a carreira da espanhola se surpreendeu com a entrega da artista, que inundou o Espaço Unimed com um dos melhores shows a acontecer na cidade.

Com toda sua bagagem multicultural, Rosalía apresentou o “Motomami”, seu terceiro e mais recente álbum de estúdio em peso: todas as faixas do álbum marcaram presença na setlist da turnê, que foi acrescida de muitas parcerias, músicas inéditas e covers tão especiais que quase soam como músicas da artista.

Apaixonada pelo Brasil, o brilho nos olhos da artista não saíram mesmo após pouco mais de duas horas de entrega absoluta no palco – que ainda nos rendeu ótimos momentos como o mini cover de “Águas de Março”, após dizer amar Elis Regina, e que a cantora é uma de suas inspirações. Depois, cantou um trechinho de “Você vai ver”, de Tom Jobim, levando a plateia ao delírio.

Mas não foram só as referências ao Brasil que enlouqueceram o público — embora sua declaração de amor ao pão de queijo tenha arrancado boas gargalhadas com o destaque que teve enquanto adaptava seu abecedário para incluir a “iguaria” que, segundo ela, a deu tanta energia. Sim, todas as referências foram ótimas e nos fizeram sentir em casa com uma artista que não é daqui, mas nos lembra que ainda há muito aqui para amar. Para além disso, sobrou o show todo.

Rosalía por Tamy Mauri araa Rolling Stone (reprodução)

Sim. É difícil destacar momentos, o show inteiro foi impecável, magnético e surpreendente. Não por seus fogos de artifício ou figurinos brilhantes: Rosalía não teve nenhum desses. Na verdade, apenas com uma roupa, oito excelentes dançarinos e um tecladista que enfeitava por cima das bases instrumentais pré-gravadas. Seu palco também não tinha elevadores e trocas de cenários, mas nada disso fez falta. O maior brilho ali era o da cantora, e foi o suficiente para arrebatar os oito mil fãs que urravam as músicas, as falas e até os instrumentais.

Dentre as oito mil pessoas presentes, muitos famosos compareceram ao show: Liniker, Juliette, GKay, Ludmilla e Bruna, Pabllo Vittar, Marina Sena e Urias são só alguns dos nomes de peso que enfeitavam o coro da platéia.

Mas o que tantas celebridades faziam no show de uma cantora espanhola que só agora parece despontar? Sim, meia dúzia de hits radiofônicos poderiam justificar, em partes, mas tinha algo ali que ia além. Enquanto alguns dos artistas dançavam e se divertiam, outros pareceram analisar atentamente, quase como se tentassem aprender uma coisa ou outra com o meteoro no palco.

E foi assim, entre hits, canções flamencas e outras mais intimistas, carisma e talento surpreendentes e uma entrega que há muito não víamos em um palco que Rosalia, com seus 29 anos, três álbuns e primeira vinda ao país arrebatou uma platéia ávida, satisfeita e ensandecida, se provando uma artista única, absurda, com personalidade potente e uma força inegável. Um espetáculo sem igual.

Total
0
Share