fbpx

Thiago Jamelão lança EP de estreia SÓIS com parceria de Emicida

O trabalho de Thiago Jamelão chega às plataformas de streaming pela gravadora Laboratório Fantasma

“Ensinar uma criança é acender um sol nela”. Thiago Jamelão ouviu esse provérbio africano sendo proferido pela mãe de um amigo e relacionou este saber à lenda de Khepri, figura mítica que os egípcios acreditavam ser o responsável por renovar o Sol todas as noites, tornando-se, assim, sinônimo de renascimento. Foi nesses ensinamentos que o cantor e compositor goiano buscou inspiração para o seu EP de estreia, intitulado SÓIS. “Lançar esse conjunto de canções agora é como poder nascer e renascer também”, ele comenta. Disponível nas plataformas de streaming de áudio no dia 5 de maio, este primeiro trabalho de estúdio, que traz seis faixas (três delas em parceria com Emicida), se torna ponto de partida para uma jornada solo que não começou agora, mas que passa a se delinear de forma mais precisa e segura (escute aqui).

“Se eu fosse pensar em uma mensagem central para esse EP, acho que seria sobre a importância de ser sensível e cuidadoso uns com os outros”, reflete Jamelão. A partir dessa vontade, ele iniciou o processo criativo do EP sozinho, porém logo entendeu que havia espaço para o coletivo nessa construção. “Todas as bases iniciais eram feitas em cima dos meus arranjos de guitarra e violão, depois percebi que seria interessante chamar algumas pessoas próximas para gravar uma coisinha aqui, outra ali”, relembra. Emicida é um nome que surge como importante parceria e fonte de troca na concepção de SÓIS. O rapper paulistano divide a autoria de três faixas do EP com Jamelão. São elas: “Morada”, “2000ealgumacoisa” e “Beijando”. Esta última também conta com a participação da cantora Drik Barbosa nos vocais. “Esse EP do Thiago Jamelão é resultado de uma fase muito bacana que ele se encontra, não só como um excelente cantor e instrumentista, mas também como um produtor que ainda vai nos brindar com muita beleza. Fico feliz de poder ajudar a contar essa história pois ele é muito merecedor!”, celebra Emicida. 

A outra metade de SÓIS é composta pela faixa-título, “Êlua” e “Diálogo sobre Vivência”. Elas se conectam ao propor que as pessoas deem valor às pequenas coisas; enxerguem luz mesmo em meio à escuridão; e compreendam que é possível mudar o próprio entorno e fazer a diferença na vida daqueles que estão próximos por meio de ações. 

Todas as mensagens presentes no EP SÓIS são embaladas por uma unidade sonora que resulta em uma música brasileira contemporânea com linhas de rap e de R&B. “Eu sinto que eu precisava falar um pouco de mim, porque sei que tem pessoas que sentem o mesmo. Sabe quando você começa a fazer terapia e a vida passa a fazer sentido? Esse EP é isso, ele enterra um Thiago para que outro nasça”, ele analisa. Dessa forma, Jamelão tem essa estreia marcada por narrativas que partem de um processo bastante pessoal, mas que têm o poder de se conectar com o público por meio do seu brilho pop. 

Ouça SÓIS aqui

Total
0
Share